Mutirama bate recorde de público na última semana de férias escolares

O espaço recebeu mais de 90 mil visitantes no período, sendo 12 mil na última semana.

Postado em: 29-07-2022 às 12h11
Por: Luan Monteiro
O espaço recebeu mais de 90 mil visitantes no período, sendo 12 mil na última semana. | Foto: Reprodução

O Parque Mutirama registrou recorde de público em julho devido as férias escolares. Segundo a prefeitura de Goiânia, o espaço recebeu mais de 90 mil visitantes no período, sendo 12 mil na última semana.

Com entrada gratuita, o parque realiza a campanha “Bilheteria Solidária”, que arrecada alimentos não perecíveis para pessoas em situação de vulnerabilidade social. O ponto de arrecadação é a própria bilheteria do Mutirama, que já recebeu quase três toneladas de alimentos durante o mês.

O parque funciona durante todo o ano, com opções de lazer diversificadas que atendem desde o público infantil ao adulto. “O Mutirama é o único parque de diversões gratuito do país. Recebemos pessoas da capital e do interior, nos orgulhamos porque aqui é para todos os públicos”, afirma Valdery Júnior, presidente da Agência Municipal de Turismo e Lazer (Agetul).

Continua após a publicidade

Valdery explica que, na atual gestão, foram feitas diversas intervenções para garantir o funcionamento, com segurança, dos 23 brinquedos. Segundo o presidente, as demais atrações já estão em processo final de licitação para reparos. “O Mutirama recebe vistorias diárias efetuadas por equipe especializada”, ressalta.

O Parque carrega a história de milhares de goianienses e visitantes de toda parte do país. É o caso da estudante de Ciências Ambientais, Kelly Cristina, de 24 anos. “Eu vinha muito com os meus amigos da escola, ficava ansiosa todos os anos para ir ao Mutirama. Não tem como passar por aqui e não relembrar minha infância. O legal é que eu posso brincar nos meus preferidos até hoje”, conta.

Funcionamento do Parque Mutirama

  • Aberto de quinta-feira a sexta-feira, das 10h às 16h
  • Entrada gratuita, com recebimento de alimentos não perecíveis pela campanha “Bilheteria Solidária”.

Veja Também