PCGO cumpre 36 mandatos de busca e apreensão contra facção que movimentou mais de R$ 1 bilhão

A operação, além de confiscar armas, também apreendeu uma grande quantia de dinheiro em espécie

Postado em: 16-08-2022 às 17h24
Por: Ana Bárbara Quêtto
A operação, além de confiscar armas, também apreendeu uma grande quantia de dinheiro em espécie | Foto: Divulgação/PCGO

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), através do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc), cumpriu, até o momento, 36 mandados de busca e apreensão.

A operação, que tem o nome de Ouro de Tolo, foi deflagrada nesta terça-feira (16/8) em Goiás, Distrito Federal, Paraná e mais dois estados.

A operação, além de confiscar armas, também apreendeu uma grande quantia de dinheiro em espécie. A ação tem como objetivo desarticular o núcleo financeiro de uma facção criminosa.

Continua após a publicidade

O crime organizado, segundo a PCGO, movimentou cerca de R$ 1,3 bilhão nos últimos três anos. A Polícia Civil de Goiás ainda recebeu auxílio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Trindade.

Policiais do Distrito Federal e Paraná também apoiaram a operação.

Leia também: PCGO prende policial penal por tentativa de feminicídio contra ex-namorada, em Formosa

Veja Também