Terça-feira, 07 de fevereiro de 2023

Novo modelo de ecofiltro é instalado na rede pluvial no Parque Areião

O sistema é inspirado em modelo que é utilizado na Austrália

Postado em: 24-01-2023 às 08h00
Por: Alexandre Paes
O sistema é inspirado em modelo que é utilizado na Austrália. | Foto: Reprodução

A Prefeitura de Goiânia instalou um novo modelo de ecofiltro nas redes pluviais do Parque Areião. O sistema, inspirado em modelo que é utilizado na Austrália, tem como objetivo impedir o descarte incorreto de lixo como sacolas plásticas, garrafas pet, máscaras, folhas secas e demais entulhos que vão para dentro das bocas de lobo e deságuam nas galerias pluviais.  

O Projeto piloto foi desenvolvido pela Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), que criou um equipamento como uma espécie de rede que vai impedir o escoamento de resíduos até rios e nascentes. Após período de testes, o programa pode ser expandido para outros parques do município. 

“Realizamos importante trabalho de pesquisa em inovações para Goiânia. Buscamos projetos criativos, com custo reduzido, para solucionar gargalos. Nossos técnicos adaptam essas ideias para a realidade local, com utilização de materiais de fácil acesso”, explica o prefeito Rogério Cruz.

Continua após a publicidade

O primeiro modelo foi construído por técnicos e operacionais. Houve a utilização de uma tela resistente com trama fina, costurada com pontos de sutura. A peça é instalada na saída da rede pluvial por meio de uma plataforma de metal com parafusos, o que impede a passagem de resíduos sólidos.

“Essa será mais uma ação que coloca Goiânia no caminho do desenvolvimento sustentável. Atendemos as necessidades ambientais do município. É um projeto que buscamos na Austrália, mas que foi desenvolvido e aperfeiçoado pelos nossos técnicos”, afirma o presidente da Amma, Luan Alves.

A expectativa é de que o projeto se torne referência na captação de resíduos. “No período de chuva os mananciais recebem muitos resíduos das ruas. O ecofiltro vai impedir que parem na mata ciliar, rios e até no mar, já que, uma vez no leito, podem percorrer milhares de quilômetros”, explica Pedro Baima, diretor de Gestão Ambiental da Amma.

Bocas de Lobo

A Amma também conta com um projeto de ecofiltros utilizados em bocas de lobo. O sistema foi testado em parques da capital e, em novembro de 2022, expandido para bocas de lobo na Região da Rua 44. 

Os ecofiltros foram produzidos pela própria Amma com utilização de chapas de metal reciclado, construídas com material já descartado. O equipamento impede que o lixo arrastado por enxurradas entre nas galerias pluviais.

Veja Também