Terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Campanhas para a Black Friday devem impulsionar comércio na Região da 44

A data, tão aguardada pelos consumidores, é celebrada nesta sexta-feira (24/11), a última do mês de novembro

Postado em: 23-11-2023 às 09h05
Por: Ícaro Gonçalves
Imagem Ilustrando a Notícia: Campanhas para a Black Friday devem impulsionar comércio na Região da 44
A data, tão aguardada pelos consumidores, é celebrada nesta sexta-feira (24/11), a última do mês de novembro | Foto: Divulgação

Considerado o segundo maior polo de confecção e moda do país, a Região da Rua 44, em Goiânia, já tem colhido os resultados das campanhas feitas para a Black Friday. A data, tão aguardada pelos consumidores, é celebrada nesta sexta-feira (24/11), a última do mês de novembro.

De acordo com o presidente da Associação Empresarial da Região da Rua 44 (AER44), Lauro Naves, o polo de moda segue predominantemente voltado para o atacado, mas é notório que o público do varejo e do atacarejo cresceu muito nos últimos anos, representando, em média, entre 20% e 30% do volume de vendas na região.

“Os shoppings, galerias e lojistas da 44 têm buscado atrair esses clientes por meio desse engajamento gerado pela Black Friday. Hoje, como a 44 se consolidou num dos principais pontos turísticos de Goiás, é grande o número de clientes que vêm aqui para comprar no varejo ou no atacarejo, aproveitando o preço de atacado e também a elevada qualidade das nossas roupas e enorme variedade”, afirma Naves.

Continua após a publicidade

Chegada do 13º

Outro motivo que tem feito com que os empreendimentos na 44 invistam cada vez mais em campanhas de marketing da Black Friday é a proximidade com a época do pagamento do 13º salário, cuja primeira parcela para a grande maioria dos trabalhadores formais deve ser paga no próximo dia 30.
“Essa campanha de promoções ajuda a atrair esse comprador do varejo e do atacarejo, especialmente neste período de fim de ano. Bem como o próprio atacadista, que também está pensando em fazer bons negócios com o pagamento do 13º”, completa Lauro Naves.

Leia também: Especialista em finanças dá dicas para consumidor não se endividar na Black Friday

Veja Também