Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Após quatro anos, policiais são absolvidos pela morte do adolescente João Pedro

A juíza responsável pelo caso afirmou que "após a análise das 3 peças técnicas, houve troca de tiros dentro da residência".

Postado em: 10-07-2024 às 08h15
Por: Yasmin Farias
Imagem Ilustrando a Notícia: Após quatro anos, policiais são absolvidos pela morte do adolescente João Pedro
A juíza responsável pelo caso afirmou que "após a análise das 3 peças técnicas, houve troca de tiros dentro da residência". Foto: Reprodução.

Depois de quatro anos desde a morte do adolescente João Pedro Mattos Pinto, 14 anos, a justiça absolveu os três policiais pela morte do rapaz, em São Gonçalo. O Ministério Público do Rio de Janeiro, e a família de João, esperavam que os agentes enfrentassem o júri popular.

A juíza Juliana Bessa Ferraz Krykhtine quem absolveu os policiais Mauro José Gonçalves, Maxwell Gomes Pereira e Fernando de Brito Meister. Ela afirmou que “após a análise das 3 peças técnicas, houve troca de tiros dentro da residência”. Os policiais eram réus por homicídio duplamente qualificado e respondiam em liberdade. 

Relembre o caso

O rapaz João Pedro estava na casa dos tios junto de outras cinco crianças, no Complexo do Salgueiro. Os policiais civis e federais invadiram a residência, pois estavam em uma operação contra traficantes de drogas na região.

Continua após a publicidade

A polícia afirmou que na perseguição, os criminosos entraram na casa onde estava o adolescente, houve uma troca de tiros e o jovem acabou sendo atingido na barriga e levado até um helicóptero para ser socorrido.

João esteve desaparecido por 17 horas antes de ser declarado morto no dia 18 de maio de 2020. A residência onde aconteceu o caso ficou marcada com 72 tiros.

Veja Também