Preso suspeito de matar motorista de aplicativo em Goiânia

O suspeito foi preso enquanto consertava o carro que usaria para fugir do Estado - Foto: Reprodução Polícia Civil

Postado em: 12-01-2020 às 08h55
Por: Redação
O suspeito foi preso enquanto consertava o carro que usaria para fugir do Estado - Foto: Reprodução Polícia Civil

Igor Afonso

Na última sexta-feira, 10, um homem de 46 anos, foi preso,
suspeito de matar a tiros o motorista de aplicativo Emerson Ribeiro Povoa, de
37 anos.

José Alves Pereira era sócio da vítima e decidiu
assassiná-lo após alguns desentendimentos. Os agentes da Delegacia Estadual de
Investigações de Homicídios (DIH) realizaram a prisão na noite do dia 10.

Continua após a publicidade

O motorista foi encontrado com quatro perfurações provocadas
por arma de foto dentro do carro em que trabalhava, na noite da última
quinta-feira, 9. “Por se tratar de um motorista de aplicativo, nós montamos uma
força-tarefa. Durante toda a noite e madrugada seguinte ouvimos parentes e
amigos, até que chegamos ao nome do suspeito agora preso, que, descobrimos,
tinha sociedade com a vítima na compra e venda de gado, veículos, e em uma
distribuidora de bebidas”, contou o delegado Rilmo Braga, titular da DIH.

O suspeito foi localizado em uma oficina de carros na Vila
Canaã, onde, de acordo com o delegado, estava consertando o carro que usaria para
fugir para o Tocantins. Durante o depoimento, José Alves confessou o crime e
disse eu havia comprado a arma alguns meses exatamente por ter começado a
discutir com Emerson. José foi autuado por homicídio triplamente qualificado e,
se condenado, pode pegar pena de seis a 20 anos de cadeia.

 

Veja Também