Falta de doses esvazia postos de vacinação no feriado

Postado em: 22-04-2021 às 07h40
Ministério não divulgou mais informações sobre data, horário e quantidade de doses a serem enviadas | Foto: Paulo José

João Paulo Alexandre

Os municípios goianos estão sofrendo com o esgotamento de vacinas para a realização da primeira dose contra o novo coronavírus. A expectativa é que mais quantidade dos imunizantes cheguem o quanto antes, mas isso esbarra na falta de informação sobre a data, horário ou quantidade de um novo lote por parte do Ministério da Saúde.

Com isso, muitas cidades improvisam para não pararem de vez com a campanha de vacinação. Goiânia, por exemplo, seguiu neste feriado imunizando os idosos e profissionais da Saúde para receberem a segunda dose do imunizante. Na Capital, a vacinação ocorreu em sete escolas e nos três drive-thrus, localizados no Shopping Passeio das Águas, na área I da Pontifícia Universidade de Goiás (PUC Goiás) e no Estacionamento do Estádio Serra Dourada. Os profissionais de Saúde que atenderam para tomar o reforço se dirigiam ao Shopping Cerrado na modalidade pedestre.

Aparecida de Goiânia também realizou a aplicação da segunda dose em idoso e profissionais da Saúde que já atingiram a data aprazada no cartão de vacina. A imunização ocorreu no drive do Aparecida Shopping, das 8 às 17h. A coordenadora de Imunização da cidade, Renata Cordeiro, explica que a cidade conta com cerca de 13 mil doses para a aplicação da segunda dose, divididas entre AstraZeneca e CoronaVac. Para a aplicação da primeira dose, a cidade conta com um quantitativo de 4.150 doses para imunizados idosos acima de 61 anos, faixa etária atual adotada na cidade.

A cidade de Anápolis não realizou vacinação neste feriado de Tiradentes, mas a imunização continua no decorrer desta quinta-feira (22) para a aplicação da segunda dose. A cidade é mais uma que aguarda a chegada de novo lote da vacina para retomar a aplicação. A segunda dose da CoronaVac na cidade está sendo distribuída no Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT, Ginásio da UniEvangélica, Banco de Leite e unidade de saúde do Anexo Itamaraty. O horário é das 8h às 16h. Já quem precisa tomar o reforço da AstraZeneca, a cidade conta com dois pontos: nas unidades de saúde do JK e Santa Maria de Nazareth.

Na cidade de Trindade a aplicação da primeira dose do imunizante também foi paralisada até que mais vacinas cheguem ao município. Pelo baixo estoque, não houve campanha de vacinação neste feriado e nesta quinta-feira (22), a cidade aplicará a segunda dose da Coronavac nos idosos de 70,71 e 72 anos que receberam a primeira dose nos dias de 23,24 e 25 de março. A imunização é feita no Parque Lara Guimarães, das 8h às 16h.

Senador Canedo é uma das poucas cidades que manteve a aplicação da primeira e segunda dose. O município vacina idosos com 62 anos ou mais. A cidade teve vacinação no feriado e, quem se encaixava na faixa etária pôde procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) Santa Rosa, das 8h às 20h. Já no decorrer da semana, as pessoas poderão se dirigir às unidades básicas do Flor do Ipê e Valéria Perillo, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Já a unidade do Santa Rosa também funcionará aos sábados e domingos, das 8h às 14h. A cidade já aplicou a primeira dose em 1.083 moradores e a segunda em 312 pessoas. O último balanço mostra que a cidade ainda 700 doses para a primeira aplicação da AstraZeneca e, para a segunda dose,1.120 da AstraZeneca e 1.870 da CoronaVac.

O governador Ronaldo Caiado chegou a publicar em uma rede social que, toda terça e quarta-feira, doses seriam enviadas ao Estado após sinalização do Ministério da Saúde. Porém, desde então, Goiás só recebeu duas remessas. Um no último dia 8 de abril, onde vieram 136 mil doses e em 14 de abril, onde desembarcaram 187,7 mil doses. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), até o momento, Goiás recebeu 1.577.880 doses da vacina contra o novo coronavírus, sendo 1.186.680 da CoronaVac e 371.200 da AstraZeneca.

Esperança

Uma boa notícia que pode ajudar a reverter essa situação, é que o Instituto Butantan retomou, na última quarta-feira (21), a produção da CoronaVac após a chegada de 3 mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) vindos da China e que desembarcaram no Brasil na última segunda-feira (19). A expectativa é que isso se torne 5 milhões de doses do imunizante.

Com o atraso, o Butantan vai completar a entrega das 46 milhões de doses da CoronaVac até o dia 10 de maio. A previsão inicial era para o fim de abril. Após o término dessas doses, a fabricante deverá entregar mais 54 milhões de doses ao governo federal até o final de setembro. O Instituto receberia 6 mil litros de insumos de uma só vez, mas o envio da matéria-prima foi dividido e falta chegar a metade. Porém, segundo o Butantan, não há data definida para isso acontecer. 

Dermatologistas auxiliam na vacinação durante o feriado 

Um grupo de 40 médicos dermatologistas em Goiânia participou de uma ação para auxiliar na aplicação de vacinas contra a Covid-19 durante o feriado de Tiradentes. A iniciativa ocorreu no drive-thru localizado no estacionamento do Estádio Serra Dourada. O objetivo foi dar agilidade ao cronograma de vacinação e possibilitar descanso aos feriados e finais de semana a profissionais de saúde, que têm vivenciado rotina exaustiva por conta da pandemia da Covid-19.

Eduardo Álvares, titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Goiás (SBDGO), explica que foi enviado um ofício à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) manifestando interesse em auxiliar na vacinação. Os médicos se dividiram em dois turnos, com 20 profissionais pela manhã e outros 20 pela tarde. De acordo com ele, a iniciativa é uma forma de agradecimento e empatia. “Os profissionais já trabalham muito durante a semana, por isso nos oferecemos para ajudar. Assim, a vacinação não para e os profissionais podem descansar”, disse.

Além disso, conforme explicou Eduardo, os dermatologistas irão permanecer à disposição da SMS para atuar na vacinação em outros dias. “Já nos vacinamos por sermos do grupo prioritário da saúde. É uma forma de agradecimento por termos tomado as duas doses e uma forma de alcançar o maior número de vacinados possível e sair o mais rápido da situação crítica que vivemos”, finalizou.

Forças de segurança

O dia de vacinação também contou com a presença de profissionais da segurança pública, como bombeiros e policiais militares. Estes também auxiliaram na vacinação que ocorreu no estacionamento do Serra Dourada.

Segundo o capitão do Corpo de Bombeiros, Pedro Nimersom Neri, os profissionais têm atuado durante a vacinação para organizar a triagem da população e o trânsito da região, juntamente com equipes da Secretaria de Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT).

Os dias de vacinação no drive-thru no Shopping Passeio das Águas, por exemplo, tem formado filas quilométricas de pessoas que integram o grupo prioritário. “A gente coleta a informação e separa o cidadão que está apto a vacinar e encaminha para a imunização. As forças de segurança estarão disponíveis aos municípios enquanto tiver doses”, disse. (Daniell Alves, especial para O Hoje) 

Por: Sheyla Sousa
Compartilhe: