Líder de caminhoneiros, Zé Trovão, segue com ordem de prisão, decide maioria do STF

Postado em: 18-10-2021 às 12h57
Por: Nielton Soares
O influenciador bolsonarista já teve outro pedido de revogação negada pelo ministro Alexandre de Moraes | Foto: reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) na manhã desta segunda-feira (18/10) manteve a ordem de prisão contra o líder dos caminhoneiros e influenciador bolsonarista, Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão.

Os ministros Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Dias Toffoli e Rosa Weber seguiram o voto do relator, ministro Edson Fachin, decretando derrota a Zé Trovão. Ele é acusado de promover ameaças à Suprema Corte, antecedendo os protestos de 7 de setembro.

Os ministros formaram maioria após o ministro Alexandre de Moraes, que comanda as investigações de ataques contra o STF, se declarar impedido de votar. O próprio habeas corpos apresentado pelo influenciado questionava a atuação de Moraes no caso.

Anteriormente, em 21 de setembro, Alexandre indeferiu outro pedido de revogação da prisão preventiva do caminhoneiro. Ele segue foragido no México, onde chegou a pedir asilo político ao governo.

Compartilhe: