Procon notifica Gol, Azul e Latam para explicar aumento nos preços das bagagens

Postado em: 09-04-2022 às 16h33
Por: Agência Brasil
O órgão também pediu informações sobre a relação de custo administrativo e custo de transporte que vão sofrer a aplicação do aumento | Foto:

O Procon de São Paulo notificou as companhias aéreas Azul, Gol e Latam para que expliquem o aumento aplicado no despacho de bagagens. A resposta das empresas deverá ser encaminhada ao órgão até o dia 12 de abril.

Segundo o órgão, as empresas terão que explicar os itens que compõem o valor da taxa de despacho de bagagem e quais deles serão cobrados do consumidor. Esses itens deverão ser discriminados individualmente. O Procon também pede informações sobre a relação de custo administrativo e custo de transporte que vão sofrer a aplicação do aumento.

A Azul informou que, quando receber a notificação do Procon, “prestará os devidos esclarecimentos”.

Aumento

As três companhias reajustaram os valores do transporte de bagagem para os voos domésticos e internacionais. Na Gol, as novas tarifas entraram em vigor na última terça-feira (5). Na Latam, o reajuste está em vigor desde o dia 14 de março. Na Azul, o novo valor está em vigor há um mês.

Para despachar uma bagagem em voo da Gol, o passageiro terá que desembolsar pelo menos R$ 95. Segundo a empresa, o aumento se deve “ao atual cenário de aumento de custos na aviação comercial, e ainda como forma de adequação aos valores praticados pelo mercado”. Na Azul, a tarifa passou de R$ 80 para R$ 90 em voos domésticos. Já na Latam, o valor mínimo passou a ser R$ 75. O valor máximo da franquia, de R$160, continua o mesmo.

Em nota, a Latam disse que a vulnerabilidade externa em função da guerra na Ucrânia impacta diretamente no preço do petróleo e consequentemente, na alta do preço do querosene da aviação (QAV) e nos custos da empresa. “Diante da imprevisibilidade desta crise, a empresa precisou fazer algumas alterações em voos programados para os próximos meses e postergar o lançamento de novas rotas. Esse cenário também impacta em aumento de preços das passagens e serviços adicionais da ordem de 25% a 30%”, disse a empresa.

A Latam informou que “foi notificada e prestará os esclarecimentos necessários ao Procon-SP”. Também por meio de nota, a Gol informou que vai se manifestar à notificação nos autos.

Compartilhe: