Portugal pretende atrair brasileiros com a reabertura de fronteiras para turistas

Postado em: 01-09-2021 às 16h55
Por: Maria Paula Borges
País lança estratégias com objetivo de fazer com que 'turista se sinta como morador do local' | Foto: Reprodução

As regiões turísticas de Portugal já estão disputando os turistas brasileiros com a reabertura das fronteiras a partir desta quarta-feira (01/09). Com objetivo de abastecer o público que estava com vontade de embarcar, mas eram impedidos por conta da pandemia da Covid-19, o país está lançando estratégias para que os turistas saibam exatamente qual destino seguir.

Segundo o coordenador da equipe de Turismo de Portugal no Brasil, Bernardo Barreiros Cardoso, o país tem promovido o perfil único português de cada lugar para garantir o desejo dos turistas pelo destino. “Portugal e as suas regiões de turismo tem promovido o perfil autêntico e genuíno de cada lugar como forma de garantir que o destino se torne cada vez mais desejado. O objetivo é que o turista se sinta como um morador local e respeite a sua cultura, encarando a sustentabilidade como o único caminho para conseguir uma experiência de viagem inesquecível”, disse.

As cidades se unem para atrair brasileiros e amenizar os prejuízos causados no último ano e início deste ano. O Brasil era o maior mercado emissor fora da Europa, uma vez que em 2019 foram 1,3 milhões de brasileiros, número correspondente a mais de 13,9% que em 2018. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), comparado com 2019, houve o declínio de 71% pernoites dos hóspedes do Brasil nos primeiros sete meses de 2021 em Portugal.

No primeiro semestre, os turistas gastaram €2,4 bilhões em Portugal, gerando queda de 67,8% em relação a 2019 e conforme apontou o Banco de Portugal, é o valor mais baixo desde 2000. Entretanto, os pernoites de residentes aumentaram 31% este ano.

Para manter Portugal vivo na memória brasileira, os vales do Rio Douro e Rio Tua, ano norte, e a Estrada Nacional 2 (EN2) juntaram esforços e convidaram a cantora Fafá de Belém para percorrer a região em agosto e divulgar sua jornada nas redes sociais. A iniciativa coordenada pela Associação dos Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR) pretende reforçar os lações afetivos e econômicos com o Brasil.

Na região dominada pela paisagem do Rio Douro, os brasileiros eram os terceiros no ranking de número de visitas. Ainda que sejam vistos em grande proporção no Porto e Braga, e em cidades menores como Amarante, a maioria é formada por residentes em Portugal e na Europa.

Além disso, os brasileiros são cobiçados na região sul, que tenta olhar com otimismo os percalços do verão irregular. Empresários do setor apostam que agosto foi o mês de recuperação e preveem uma ocupação de 50% em setembro.

O Algarve, apesar das restrições de mobilidade, tem nas suas praias o maior atrativo para os brasileiros, em que a cidade de Faro pode vender suas praias e ilhas. Além das faixas de areia e cidades mais procuradas pelos turistas em geral, as ilhas da Culatra, do Farol, e a Deserta surpreendem os brasileiros como destino.

Compartilhe: