Estudo afirma que Células de defesa criadas após resfriado pode evitar Covid-19

Postado em: 11-01-2022 às 10h33
Por: Victoria Lacerda
A pesquisa foi publicada na Nature Communications. | Foto: Reprodução/Internet

Na última segunda-feira (10/01), o Imperial College de Londres divulgou o estudo que mostra que após um resfriado comum, o sistema imunológico apresenta altos níveis de células T, o que pode fornecer proteção contra a Covid-19. 

Através dessa descoberta, as modificações das vacinas contra a doença podem ser ainda melhores. “Descobrimos que altos níveis de células T pré-existentes, criadas pelo corpo quando infectadas com outros coronavírus humanos como o do resfriado comum, podem proteger contra a Covid-19”, disse a autora do estudo, Rhia Kundu.

O estudo começou em meados de setembro de 2020, nele foi possível analisar 52 domicílios em que havia casos de Covid-19 positivos logo após a exposição à gripe comum. Assim foi possível observar as modificações do sistema imunológico através das células T. 

A pesquisa foi publicada na Nature Communications, com isso ganhou visibilidade na explicação, dizendo que as proteínas internas do vírus SARS-CoV-2 que são direcionadas pelas células T podem oferecer um alvo alternativo para os fabricantes de vacinas.

*Com informações do O Globo

Compartilhe: