Descoberta: Cientistas estudam maior bactéria do mundo visível a olho nu

A bactéria foi descoberta nas superfícies de folhas em decomposição em manguezais

Postado em: 24-06-2022 às 11h45
Por: Mariana Fernandes
A bactéria foi descoberta nas superfícies de folhas em decomposição em manguezais | Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (23) , foi encontrada uma bactéria em Guadalupe, reconhecida como Thiomargarita magnífica, de acordo com um estudo da revista  Science. A bactéria recém-descoberta, pode ser visível a olho nu e se assemelha ao tamanho de um cílio.

A bactéria possui um comprimento médio superior a 9.000 micrômetros e chega a quase 1 centímetro de comprimento. A bactéria é considerada grande, ao ser comparada com outras células bacterianas que podem chegar a 750 micrômetros.

De acordo com o estudo de Jean-Marie Volland, biólogo marinho e cientista do Laboratório de Pesquisa em Sistemas Complexos da Califórnia, a célula pode crescer até 2 centímetros de comprimento, ou seja, o dobro do que foi encontrada. “Para entender o quão gigantesco isso é para uma bactéria, é o mesmo que encontrar um humano tão alto quanto o Monte Everest”, relatou.

Continua após a publicidade

Para estudar sobre a célula, Volland conseguiu captar as células gigantes em 3D a partir de uma tomografia de raios X, microscopia a laser e outra eletrônica. 

Ao contrário de muitas outras bactérias, a  T-magnífica se sustenta a partir de uma extensa rede de membranas que pode produzir energia para não depender apenas da superfície da bactéria e assim conseguir absorver nutrientes através de sua célula.

Uma T-magnifica tem seu DNA contido em pequenos sacos de membrana, possuindo um material genético que flutua dentro de sua única célula. E foi descoberta crescendo como finos filamentos brancos nas superfícies das folhas de manguezais em Guadalupe. 

Elas crescem em sedimentos no fundo das águas sulfurosos e aproveitam da energia química do enxofre. Para produzir açúcares, elas captam ar através do oxigênio da água. 

“Esta foi uma descoberta muito interessante que abre muitas novas questões porque não é algo que é classicamente observado em bactérias. Na verdade, é uma característica de células mais complexas, o tipo de células que constituem nossos corpos ou animais e plantas”, realata Volland.

Pode se entender também, que o tamanho da célula é extraordinário, por conta da facilidade da bactéria T- magnifica de acessar o oxigênio e o enxofre em ambiente.

Veja Também