Juiz proíbe venda de bebidas alcoólicas na véspera de eleição em Senador Canedo e Caldazinha

Proibição vale a partir das 18hrs do sábado (18), até às 18 hrs de domingo (2)

Postado em: 27-09-2022 às 08h18
Por: Mariana Fernandes
Caso haja desobediência, a multa a ser aplicada será de R$ 2 mil | Foto: Banco de Imagens/ Freepik

O juiz eleitoral Marcelo Lopes , da 40º Zona Eleitoral, decidiu restringir a venda de bebidas alcoólicas a partir das 18 horas de sábado (18), véspera da eleição, até às 18 horas de domingo (2), nos municípios de Senador Canedo e Caldazinha. 

A justificativa é a necessidade de se manter a ordem pública no dia da eleição. A determinação vale também para caso haja segundo turno nas eleições de 2022. “A Justiça Eleitoral informa a todos os proprietários, gerentes, administradores de bares, lanchonetes, restaurantes, hotéis e estabelecimentos similares, que será proibida a venda de bebidas com qualquer teor alcoólico, a partir das 18:00 horas do dia 01 de outubro (sábado) até as 18:00 horas do dia 02 de outubro (domingo), nos Municípios de Senador Canedo e Caldazinha”, diz trecho do documento.

Caso haja desobediência, a multa a ser aplicada será de R$ 2 mil. Se houver segundo turno, a proibição será a mesma e deve valer a partir das 18 horas do sábado 29 de outubro até às 18 horas de domingo 30 de outubro. 
o juiz considerou que na véspera das eleições, os municípios receberão grande contingente de pessoas. Além disso, “ o uso de bebidas alcoólicas altera os ânimos e dá margem a desentendimentos entre os membros da comunidade e que o dever cívico do voto deve ser exercido com liberdade, responsabilidade e sobriedade”, afirmou.

Continua após a publicidade

Veja também: Filho de Bolsonaro, Jair Renan defende a mãe após “indireta” de Michele Bolsonaro

Veja Também