Filho de Bolsonaro, Jair Renan defende a mãe após “indireta” de Michele Bolsonaro

A primeira-dama declarou que o único candidato apoiado pela família Bolsonaro é Eduardo Torres (PL), seu irmão

Postado em: 26-09-2022 às 08h57
Por: Mariana Fernandes
Jair Renan utilizou o Instagram para compartilhar sua indignação | Foto: Reprodução/Redes

Jair Renan, filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), fez publicações nas redes sociais para defender a mãe, Ana Cristina Siqueira Valle, que disputa uma vaga na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) com o nome “Cristina Bolsonaro”. As publicações do filho “04” de Bolsonaro  vieram após a madrasta, criticar candidatos que usam o sobrenome do presidente da República para tentar angariar votos nas eleições desta semana. 

A primeira-dama ainda publicou em suas redes sociais que o único candidato apoiado pela família Bolsonaro para o cargo de deputado distrital é Eduardo Torres (PL), seu irmão. “Não existe apoio a nenhum outro candidato. Fica o alerta para ‘os alpinistas’ que estão tentando subir na vida, usando o nosso sobrenome”, publicou Michelle. 

A disputa pelo apoio do presidente e do uso do sobrenome “Bolsonaro” entre os candidatos de direita, provocou uma divisão familiar ao colocar lados opostos entre os interesses da madrasta e do enteado. Diante da polêmica, Jair Renan também usou o Instagram para defender a mãe, e disse que ela pode usar o sobrenome, por “direito”. 

Continua após a publicidade

“Minha mãe, Cristina Bolsonaro, teve uma história de vida com o atual presidente Jair Messias Bolsonaro, onde foram casados por 16 anos, e sou fruto desta relação. Portanto, não podemos negar o fato de que minha mãe teve sua contribuição com a chegada do meu pai à presidência”, disse o Renan, reiterando que o termo “alpinista” usado por sua madrasta “não reflete a realidade”.

Interferência da primeira-dama no apoio ao Senado

Foto: Reprodução

Além de interferir no apoio concedido por Jair Bolsonaro à vaga de deputado distrital, Michele Bolsonaro também tem atuado em prol da ex-ministra Damares Alves, ao Senado. A primeira-dama reiterou o apoio e, sem citar nomes, disse que as pessoas devem ter “muito cuidado com os lobos vestidos em pele de cordeiro”.

“O meu voto e da minha família é de Damares Alves, e os meus candidatos são os candidatos do meu marido Jair Messias Bolsonaro. Não mexam com ela. Se mexer com ela, você está mexendo comigo”, disse na ocasião.

No evento, Michelle não comentou sobre Flávia Arruda (PL) , que também disputa por uma vaga no Senado representando o Distrito Federal. Apesar da afirmação de que o voto da família vai para Damares, até o momento, Jair Bolsonaro não declarou publicamente em quem vai votar.

Veja Também