Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Marconi Perillo é o novo presidente nacional do PSDB

A definição aconteceu nesta manhã, em reunião em Brasília

Postado em: 30-11-2023 às 16h36
Por: Luan Monteiro
Imagem Ilustrando a Notícia: Marconi Perillo é o novo presidente nacional do PSDB
A definição aconteceu nesta manhã, em reunião em Brasília. | Foto: Reprodução

O ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, foi confirmado como novo presidente do PSDB nesta quinta-feira (30/11). A definição aconteceu nesta manhã, em reunião em Brasília, para a escolha dos integrantes da Executiva Nacional do partido.

O novo comando foi definido após uma decisão judicial que removeu o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, da presidência do partido. Ele assumiu a chefia do partido em fevereiro deste ano.

Marconi era o favorito para comandar a legenda. Durante a reunião, Eduardo Leite afirmou que estará junto com o novo presidente durante a gestão.

Continua após a publicidade

O movimento que tornou o ex-governador presidente do PSDB teve a participação do deputado federal Aécio Neves (MG), que vem retomando espaço no partido, e de integrantes do PSDB de São Paulo e Minas Gerais, que buscam uma uniformidade para o partido.

Agora, Marconi tem como desafio buscar crescer o patamar do partido, que perdeu espaço nas últimas eleições, principalmente em 2022. Integrantes do PSDB visam revisar a postura do partido e buscar uma mobilização para que esses números sejam melhores já na eleições municipais de 2024.

Marconi Perillo foi governador de Goiás por duas vezes: entre 1999 e 2006 e depois entre 2011 e 2018. No intervalo entre os mandatos, foi senador. No início da carreira política, foi deputado estadual e depois deputado federal, antes de assumir o governo do Estado.

PSDB sofre, mas tem filiados 

Em Goiás, o PSDB é a segunda legenda com mais filiados: 69.179, atualmente. Em agosto de 2022 eram 71.371. É preciso lembrar, por meio do “Tempo Novo”, Marconi e aliados permaneceram 20 anos no poder, no Estado. Além disso, nacionalmente o partido tinha grande destaque, polarizando com o PT até 2014. 

Hoje fragilizado no País e em Goiás – o ex-governador teve duas derrotas ao Senado nos últimos anos –o PSDB ainda mantém um alto número de filiados, bem como uma deputada federal goiana, sendo 18 no total pela federação com o Cidadania. No País, partido tinha 1.352.597 em agosto passado. Atualmente, 1.327.137. Nacionalmente, a redução foi de cerca de 1,9%.

Em 2022, ele tentou o Senado, mas foi superado pelo candidato bolsonarista, Wilder Morais (PL). Ele era cotado para disputar o governo contra Ronaldo Caiado (União Brasil), mas optou pela Casa Alta do Congresso no último momento. 

Em 2026, o concorrente seria o vice-governador Daniel Vilela (MDB). O próprio Wilder também é apontado como possível nome na disputa pelo governo. É um cenário diferente e, a depender da possível gestão Perillo no tucanato nacional, mais propícia.

Com colaboração de Francisco Costa.

Veja Também