Cresce área agrícola brasileira monitorada pela EarthDaily Agro

Impulsionada por negócios como seguradores e startups, empresa espera chegar a 9 milhões de hectares analisados por satélite no país em 2022

Postado em: 26-02-2022 às 14h00
Por: Iara Godoi
Impulsionada por negócios como seguradores e startups, empresa espera chegar a 9 milhões de hectares analisados por satélite no país em 2022 | Foto: Reprodução

Imagens de satélite e dados meteorológicos estão começando a ajudar empresas que atuam no setor de agronegócios brasileiro, especialmente as seguradoras e as startups, a reconhecer bons produtores, com bonificações de taxas mais atrativas na solicitação de crédito ou na contratação de seguro agrícola. Levantamentos a partir de imagens de satélite e modelos meteorológicos possibilitam às empresas obter histórico de até 30 anos da produção a partir de dados da gleba, conformidade ambiental, consistência e capacidade produtiva durante a safra, ao invés de apenas considerar a produção média regional ou de um município como referência.

EarthDaily Agro, também conhecida como Geosys, é uma empresa que processa o tratamento de dados meteorológicos e de imagens de satélite para uso na agricultura que tem registrado o crescimento expressivo na área agrícola monitorada no Brasil. Sem incluir o mês de dezembro, a área cresceu mais de 2,7 milhões de hectares entre 2020 e 2021, chegando a alcançar 3,4 milhões em áreas produtivas monitoradas para clientes, especialmente de soja e milho. Se for considerada a taxa média de crescimento observada desde 2019, a expectativa é que a taxa possa crescer e chegar a 9 milhões de hectares em 2022. Em todos os países em que atua, a empresa monitora cerca de 20 milhões de hectares.

A nova marca reflete a amplitude de recursos disponíveis para clientes do agronegócio. Graças à rápida expansão da EarthDaily Agro e à escalabilidade e capacidade no segmento de geoanalítica de valor agregado, a empresa vem constatando aumento na demanda por análise de dados de satélites. Para Gustavo Libardi, diretor de negócios da América Latina da EarthDaily Agro, esse desempenho no Brasil deve-se, principalmente, aos bons resultados obtidos pelas seguradoras, especialmente na redução da taxa de sinistralidade, a partir da otimização operacional e aplicação de inteligência geoanalítica, por meio do monitoramento diário das lavouras.

Continua após a publicidade

“Com isso, é possível obter prêmios e taxas mais atrativas aos agricultores que buscam uma produção mais segura”, explica Libardi. Outro ponto é o melhor entendimento das condições climáticas, de maneira rápida e simples, que poderão possibilitar uma boa gestão operacional durante a análise de pré-concessão de crédito rural ou na etapa de acompanhamento pós-plantio de uma apólice de seguro agrícola, por exemplo. Segundo Libardi, dados precisos de ocorrência de chuvas e umidade do solo, garantem maior confiança no processo decisório das empresas, além de um atendimento mais justo aos agricultores.

Outro bom exemplo para entender é o monitoramento diário das lavouras que proporciona às empresas do ramo alimentício uma maior clareza da situação da produção nas fazendas e, consequentemente, uma maior precisão das informações para a indústria que irá processar e beneficiar o produto. “Vimos que a demanda por cobertura por satélite está em alta no mundo inteiro na medida em que a geração de dados claros, precisos e consistentes se torna uma necessidade nos mais diferentes setores”, esclarece.

Para Fabrício Pezente, CEO da Traive, startup voltada à estruturação, modelagem e distribuição de soluções financeiras para o agronegócio, a parceria com a EarthDaily Agro trouxe uma grande precisão aos modelos da empresa, tornando-a capaz de oferecer maior eficiência e qualidade aos monitoramentos das lavouras.

Diante desta expansão, a EarthDaily Agro está aumentando seu staff no mundo, com novas contratações no Brasil, em especial no departamento de dados científicos. A empresa anunciou que haverá um novo escritório em Cingapura no primeiro trimestre de 2022. “Estamos entusiasmados em aumentar nosso time de especialistas em análise e observação por satélite”, acrescenta Dave Gebhardt, diretor geral da empresa.

Veja Também