Karina Bacchi recebe críticas na internet após desaprovar atitude de Giovanna Ewbank contra mulher racista

A apresentadora do podcast "Positivamente" comentou sobre o episódio e causou revolta nos internautas das redes sociais.

Postado em: 12-08-2022 às 16h34
Por: Victória Vieira
Bacchi ainda esclarece que achou a atitude de Gio chocante e questionou qual mensagem ela queria passar aos filhos | Foto: Divulgação

A ex-Fazenda Karina Bacchi, de 45 anos, recebeu críticas severas após declarar que desaprovava a atitude de Giovanna Ewbank com uma mulher que havia sido racista contra seus filhos Titi e Bless. A apresentadora do podcast “Positivamente” comentou sobre o episódio e causou revolta nos internautas das redes sociais.

“Essa semana eu tava conversando com amigas. Teve um caso que apareceu na mídia de uma mãe que parece que os filhos sofreram preconceito. Ela para defender os filhos, xingou muito aquela pessoa, cuspiu, bateu e todo mundo a favor daquela pessoa. ‘Poxa, que máximo! Ela fez é pouco porque uma mãe leoa faz isso, tem que fazer isso para defender o filho'”, amenizou a modelo antes de dar sua verdadeira opinião.

“Eu concordo que a gente tem que defender os nossos filhos, mas eu não acredito que a defesa esteja em cuspir, em xingar, em bater, em agredir e o povo achando que a pessoa fez pouco”, confessou.

Continua após a publicidade

Bacchi ainda esclarece que achou a atitude de Gio chocante e questionou qual mensagem ela queria passar com uma “atitude agressiva”.

“Eu acho que a gente tem que defender os nossos filhos, mas que exemplo a gente está dando nas nossas reações, na forma da gente reagir? Então, o mundo está aplaudindo isso e achando um máximo. Isso me choca também”, relatou.

As falas de Karine foram o bastante para os usuários do Twitter detonarem seu posicionamento Confira:

Em resposta, Ewbank se pronunciou sobre a opinião de Karina, respondendo um tweet da influenciadora e jornalista Maíra Azevedo, mais conhecida como Tia Má, dizendo que repostar as falas da mulher só daria mais atenção, e é o que ela está procurando.

“É método! E quase respondi pq revolta quando se metem em como defendo meus filhos. Mas o fato de incomodar mais eu ter revidado agressão racista mostra como se ignora a violência que meus filhos e os angolanos sofreram. Diz muito mais sobre ela e quem concorda com ela do que sobre mim.”

Veja Também