22 de novembro de 2017 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
2018
13/11/2017 | 17h10
Governo Temer promete aumento do Bolsa Família
Em entrevista, ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, disse que o governo Temer foi responsável por acabar com a fila que havia no Bolsa Família

Em anúncio feito na manhã desta segunda-feira (13), o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, disse que o governo Temer planeja para 2018 o aumento na quantia paga a beneficiários do programa Bolsa Família.

De acordo com Terra, o reajuste dado em 2017 veio somente 2 anos após um período de congelamento ocasionado graças à alta da inflação. A previsão é de que agora o valor seja ajustado acima da inflação. O percentual, no entanto, ainda está em discussão.

Em um evento com jornalistas no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (13), o ministro explicou a situação: "Teve um anúncio de orçamento em 31 de agosto que foi feito sem a nova meta fiscal e sem ter visão clara de como ficaria a receita. Depois melhorou... e acredito que vamos ter orçamento maior do que ano passado".

Ainda segundo ele, o governo Temer foi responsável por acabar com a fila que havia no Bolsa Família, aumentando o valor oferecido. Ele ainda alertou que o orçamento da pasta deve ficar em R$ 91 bilhões, valor superior ao previsto anteriormente, de 80 bilhões de reais.

Questionado, Osmar Terra minimizou o fato de o ajuste no programa social acontecer em pleno ano eleitoral para escolha de presidente, governadores, deputados e senadores: “Pode dar reajuste. Sempre foi dado. Inclusive, os maiores reajustes do Bolsa Família foram dados no governo anterior era tudo em ano eleitoral. Temos que dar reajuste e temos que ter caixa para isso”, destacou. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)