Gastronomia

Cerveja começa a faltar nas prateleiras por falta de garrafas e latinhas

Postado em: 28-11-2020 às 11h00
Segundo sindicato das indústrias, falta de insumos é reflexo da pandemia, mas que problema é pontual. Mas consumidor não precisa entrar em pânico | Foto: reprodução

Nielton Soares

Cervejas e outras bebidas já começaram a faltar nas prateleiras de supermercados, devido a falta de garrafas e latinhas. O motivo é a falta de fornecimento de insumos como vidro e aço. A ausência de matéria-prima tem prejudicado pelo menos outros 13 segmentos industriais no país, segundo especialistas.

Por outro lado, as grandes marcas de cervejas informam que se trata de um problema pontual, provocada pela pandemia do novo Coronavírus. E, que já estão trabalhando para solucionar o problema.

A taxa de falta do produto no mercado atingiu a 18,92% em outubro, ante 12,4% no mesmo período de 2019. Os dados são do levantamento foi pela Neogrid, empresa especializada na gestão da cadeia de suprimentos. A instituição representa 40 mil lojas grandes e médias no Brasil.

O CCO da Neogri, Robson Munhoz, alerta que o consumir não deve correr para estocar cerveja em casa, pois não se trata de um desabastecimento total. A estimativa é que deve faltar algumas marcas do produto.

O Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv) citou que a ausência de insumos é um reflexo do impacto de fornecimento. E, isso vem afetando não apenas esse setor. "Especificamente no setor cervejeiro, estamos enfrentando desafios pontuais com alguns insumos inerentes ao negócio, mas buscando junto aos fornecedores soluções para a normalização e menor impacto possível ao processo", informou em nota o sindicato.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar