25 de maio de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mundo
Oriente médio
16/05/2018 | 12h23
Diplomatas elogiam posição do Brasil sobre conflito em Gaza
Embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben, disse “estar feliz” com a posição do governo brasileiro porque, de um lado, expressa solidariedade com as vítimas do conflitos e oferece condolências

As representações diplomáticas reagiram positivamente à nota do Itamaraty, na qual recomenda que israelenses e palestinos busquem negociações que possibilitem um acordo pela paz e segurança na Faixa de Gaza.

Em nota divulgada na noite de segunda-feira (14), o Itamaraty anunciou que "o governo brasileiro reitera sua posição em prol de negociações que garantam o estabelecimento dos dois estados, vivendo em paz e segurança, dentro de fronteiras internacionalmente reconhecidas, e que assegurem o acesso aos lugares santos das três religiões monoteístas, de acordo com as resoluções do Conselho de Segurança, em especial a Resolução 478 (1980), e da Assembleia Geral Nações Unidas".

“A Bélgica é favorável a uma solução pacífica e esperamos que o diálogo na região ainda seja possível”, disse o embaixador belga no Brasil, Dirk Loncke, ao comentar a nota do Itamaraty. Dirk Loncke lamentou a morte de pelo menos 60 pessoas durante os conflitos na região, após a inauguração da Embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém, nessa segunda-feira (14).

O embaixador belga disse que se sentiu honrado ao comparecer, nesta terça-feira (15), à cerimônia do Al-Nakba, organizada pela comunidade diplomática em Brasília, que relembra a expulsão, há 70 anos, de 700 mil palestinos de suas terras no Oriente Médio. A cerimônia foi realizada na sede da Missão Diplomática da Palestina e contou com as presenças da comunidade diplomática árabe e  representantes de vários outros países. No final, os participantes do evento plantaram uma oliveira, árvore típica do Oriente Médio. “Compareci [ao evento] com absoluta consciência”.

O embaixador do Azerbaijão, Elkhan Polukhov, elogiou a nota do Itamaraty e disse que seu país apoia todas das resoluções das Nações Unidas em favor do diálogo entre Palestina e Israel. “O Azerbaijão é um país que sofreu ocupação e achamos que vidas humanas não têm preço”, acrescentou Polukhov. “Pessoas tem de aprender a viver em paz e harmonia”.

Ao comentar a nota do Itamaraty, o embaixador do Catar, Mohammed Al-Hayki, agradeceu ao Brasil pela “honrosa posição referente à Palestina”. Segundo ele, a nota demonstra que o Brasil sempre manteve em harmonia com as Nações Unidas, em favor da paz no Oriente Médio.

O embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben, disse “estar feliz” com a posição do governo brasileiro porque, de um lado, expressa solidariedade com as vítimas do conflitos e oferece condolências para tantas famílias palestinas que sofreram em Gaza. “Por outro lado, o  Brasil fez um apelo para que Israel esteja de acordo com as leis humanitárias internacionais e também obedeça às resoluções internacionais que prevêem solução para esse conflito”. 

Com informações da Agência Brasil

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)