Procon Goiás registra aumento de 138% no número de infrações durante a Black Friday

Postado em: 30-11-2021 às 11h21
Por: Ícaro Gonçalves
Foram fiscalizadas lojas de rua e shoppings de Goiânia e Aparecida de Goiânia, em Anápolis e um outlet do município de Alexânia | Foto: Reprodução

O Procon Goiás registrou um aumento de 138% no número de autuações contra lojas que descumpriram às normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC) durante a Black Friday de 2021. Foram 77 lojas físicas verificadas e 50 empresas autuadas por não informarem  ao consumidor o histórico de preços de produtos e serviços em promoção no período dos últimos 12 meses.

Além de lojas de rua e shoppings de Goiânia e Aparecida de Goiânia, foram fiscalizados os shoppings da cidade de Anápolis e o outlet do município de Alexânia. Alguns estabelecimentos comerciais também foram autuados por publicidade enganosa ou ainda por descumprirem a legislação quanto à divulgação dos preços e divulgação da Lei do Troco.

Na Black Friday de 2020 foram 21 autuações. Os fiscais flagraram inúmeros casos de maquiagem de preço e tentativas de ludibriar o consumidor. A multa para esses casos pode ultrapassar o valor de R$10 milhões, a depender do tamanho do estabelecimento, reincidência e teor da irregularidade cometida.

“Ao longo do ano, recebemos muitas reclamações dos consumidores sobre falsas promoções. Nutridos dessas informações, nós decidimos levar as equipes de fiscalização, em regime de plantão, para os principais polos comerciais do Estado”, aponta o superintendente do Procon Goiás, Alex Augusto Vaz.

Compartilhe: