Traficantes suspeitos do homicídio de mulher integrante de facção rival vão a júri popular

Postado em: 09-12-2021 às 16h43
Por: Almeida Mariano
O crime ocorreu no dia 30 de dezembro de 2019.

 O traficante Iury Mateus Rodrigues de Sousa, de 23 anos e o líder de uma facção, Estácio Azambuja, conhecido como “Pesadelo”, vão a júri popular nesta quinta-feira (9). Ambos são acusados de matar a tiros a também traficante de facção rival Geissiany da Costa Santos, conhecida como  “Novinha”. O crime ocorreu no dia 30 de dezembro de 2019.

Conforme o inquérito policial, a vítima traficava drogas na região do Setor Capuava para uma facção criminosa, mesmo sabendo que o setor era dominado pela facção criminosa rival, a qual faziam parte os suspeitos do homicídio. Estácio Azambuja, mesmo preso,  teria ordenado que Iury, com a ajuda de Igor Mateus Nascimento dos Reis, vulgo “Casção”, que já morreu, executasse Geissiany.

De acordo com a investigação, no dia do crime, Igor permaneceu na companhia e vigiando a vítima até que ela deixasse uma distribuidora de bebidas, e, ainda nas imediações, quando Geissiany caminhava pela calçada, Iury Mateus, que seguia em direção contrária, sacou uma arma de fogo e desferiu diversos tiros contra a vítima, que ainda tentou fugir, mas foi atingida novamente nas costas,  falecendo no local.

Compartilhe: