Caiado vistoria desmoronamentos em Faina e Itapirapuã, onde chuvas causaram inundações

Postado em: 14-01-2022 às 19h53
Por: Carlos Nathan Sampaio
Governador volta a acompanhar de perto situação de municípios afetados pelo elevado índice pluviométrico em Goiás desde o fim de dezembro do ano passado | Fotos: Lucas Diener e Lucas Guimarães

O governador Ronaldo Caiado retomou, nesta sexta-feira (14/01), vistorias em localidades que sofrem danos causados pelas fortes chuvas que ocorrem em Goiás desde o fim de dezembro do ano passado. Em Faina, esteve na rodovia GO-230, que liga a cidade à Matrinchã. No trecho, a força das águas arrancou pontes, causou o desmoronamento de cabeceiras e inundou áreas de preservação. Em Itapirapuã, que decretou situação de emergência por conta de inundações, alagamentos, quedas de pontes e atoleiros, responsáveis pela interdição de estradas.

O governador vistoriou o rio que corta Itapirapuã e se reuniu com lideranças locais. A força-tarefa do Governo de Goiás mobiliza, há 19 dias, todas as pastas da administração estadual em ações integradas e já soma 15 municípios atendidos com repasses de cestas básicas, fardos de garrafas de água, cobertores, entre outros mantimentos e equipamentos.

Caiado esteve primeiro em Faina, na região Oeste do Estado. Ao lado de moradores, falou sobre a situação no município. “Nunca sentimos nada parecido. Nunca choveu desta maneira”, relatou. “Infelizmente, o que aconteceu foi um verdadeiro dilúvio na região”, disse.

Também presente na força-tarefa, o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, vistoriou pontos na rodovia GO-230, que dá acesso ainda à GO-164 e ao distrito de Lua Nova. Faina teve pontos de intrafegabilidade por conta das fortes chuvas e deslizamento de terra para dentro da faixa de rolamento, gerando atoleiros e a destruição de duas pontes. “A Goinfra está aqui para duas coisas: Recompor essa GO, refazer essas pontes e emprestar o maquinário para que o prefeito Paulinho também tome conta de algumas rodovias municipais que se tornaram intrafegáveis.”, disse Sales.

Proprietário de uma chácara na zona rural de Faina, José Carlos foi uma das pessoas que acompanhou a equipe na vistoria em uma das pontes afetadas pelo volume de água. “Aqui nunca choveu deste jeito, não. É a primeira vez. E foi chuva. Desmoronou tudo, serra, mato, ponte. Acabou tudo”, relatou.

Pastor de uma igreja protestante na região do município, Vando dirigiu-se ao governador para dizer que defende as realizações da atual gestão do Estado em Faina. “Em um vídeo que foi postado aqui na serra, na ponte, alguém está soltando fake news, não sei de onde é este canal. Pedi para que venham aqui na região conhecer, para saber o que aconteceu. Nenhum governador fez para nós, estrada como esta, feita agora e estavam criticando o trabalho”, lamentou o religioso.

Caiado agradeceu a explanação. “Isso é importante de ouvirmos. Nunca foi feito levantamento de grade nesta estrada como nós fizemos. É importante que as pessoas saibam, não pela voz do governador, mas por um morador que está aqui há 57 anos e que relata que nunca fizeram um trabalho tão bem-feito como o nosso por aqui”, disse o governador.

Para o prefeito de Faina, Paulinho Vieira, o município recebe o carinho e apreço de Caiado em um momento de angústia. “Nesse momento dramático, o senhor demonstra com efetividade que está de mãos dadas com a gente para resolver o problema das estradas, dar trafegabilidade a pequenos produtores, assentamento, fazendeiros, chacareiros. Muito obrigado”, afirmou o prefeito.

Para o vice-prefeito de Faina, Ailton da Mata, Caiado estar presente na região reafirma o compromisso dele com todo o povo goiano. “Faina hoje é o portal do Vale do Araguaia, com a ajuda do senhor, vamos deixar a cidade ainda mais bela”, disse Ailton. A vereadora Danyela Divina, elogiou o trabalho da equipe do governo e a iniciativa de ir ao local ouvir as demandas. “A gente quer agradecer por não esquecerem de Faina. É muito importante a honestidade e a presteza com que vocês estão governando”, disse Danyela.

Ainda em Faina, Caiado foi convidado para um café da manhã em outra residência, de seu Pedro, vizinha a uma das pontes destruídas pelas chuvas na GO-230. Pedro também esteve com o governador durante a caminhada pela região. No cardápio, queijo feito na propriedade, com técnica particular, curau e doce de leite. “Estou podendo fazer aqui um café da manhã reforçado. Muito obrigado”, agradeceu Caiado, antes de partir para Itapirapuã.

“O que aconteceu é decorrência de uma situação imprevisível, de fortes chuvas. Não podia me calar diante dessas mentiras que lançam. Não estamos quietos dentro de casa, meus secretários estão com o pé na estrada 24 horas por dia atendendo o Nordeste Goiano, Norte do Estado, Vale do Araguaia. Onde tiver problema, estamos juntos para restabelecer essa situação da trafegabilidade aqui da região”, disse Caiado.

Itapirapuã

De Faina, Caiado foi para Itapirapuã, onde vistoriou áreas afetadas pelos temporais. O município decretou situação de emergência, em razão das chuvas nos últimos dias, com média pluviométrica bem superior para esta época do ano. Isso provocou inundações, enxurradas, alagamentos, quedas de pontes e atoleiros, o que causou a interdição de estradas vicinais e rodovias estaduais e federais.

Caiado se encontrou com lideranças e autoridades locais no Rio Tapira, que transbordou e causou danos à cidade. O curso d’água já reduziu o volume, mas ainda está fora do leito normal, no local ainda há muita lama. Porém, as áreas mais afetadas estão na zona rural, onde pontes em estradas municipais foram levadas ou danificadas. “Em parceria com o município, vamos entrar com nosso maquinário, restabelecer a trafegabilidade e recuperar o mais rápido possível as condições locais”, explicou o governador.

“Vamos acudir vocês, podem ter certeza disso. As primeiras equipes foram deslocadas para o nordeste e norte do Estado e agora estamos chegando ao Vale do Araguaia, para fazer uma parceria com vocês aqui dentro”, completou o governador Ronaldo Caiado.

Durante reunião na Câmara de Vereadores, onde recebeu ofício do decreto de emergência, que solicita recursos diretos ao município, Caiado explicou que no orçamento do Estado não há repasse por conta de catástrofes. “Isso só existe por parte do Governo Federal, que tem a capacidade de destinar verba para esse objetivo”, esclareceu.

O governador instruiu os parlamentares a respeito dos trâmites: “Essa solicitação de recurso deve ser direcionada ao Ministério de Desenvolvimento Regional. É preciso preencher todos os anexos para que isso chegue o mais rápido possível ao ministério. Tenho pedido às assessorias de deputados federais e senadores que auxiliem os prefeitos para que tenham a reciprocidade e retorno da verba federal”, comunicou.

O prefeito Erivaldo Alexandre da Silva não esteve presente no encontro porque foi diagnosticado com Covid-19, mas conversou com o governador por telefone. O gestor municipal disse que as chuvas complicaram a vida dos moradores, e que procurou a ajuda do Governo de Goiás, que tem se mostrado solidário e oferecido ajuda no que é possível. “O senhor colocar um maquinário, aqui, para nos auxiliar, nesse momento, é de suma importância”, afirmou. “Temos que levantar a cabeça, ficar de cabeça erguida, unir forças para trabalhar e recuperar o mais rápido essas estradas, dar apoio a nossa comunidade”, acrescentou.

“Quero aqui agradecer a presença do senhor para poder olhar o estrago feito pelas últimas chuvas”, pontuou o presidente da Câmara de Vereadores, Brendon Henrique Marques. “Vejo (governador) que o senhor se preocupa com seu Estado e ajuda sempre que pode”, completou. A secretária de Assistência Social de Itapirapuã, Juliana Prado, ressaltou a contribuição do Estado com a distribuição de cestas básicas. “Graças a esse apoio estamos conseguindo levar alimentos para famílias isoladas e temos certeza que o município estará bem assistido”, projetou.

Compartilhe: