72% dos brasileiros nunca pensaram em comprar uma arma de fogo, aponta pesquisa Datafolha

De acordo com levantamento, 28% da população do País já cogitou, ao menos alguma vez, a possibilidade para se proteger

Postado em: 30-03-2022 às 19h31
Por: Augusto Diniz
De acordo com levantamento, 28% da população do País já cogitou, ao menos alguma vez, a possibilidade para se proteger | Foto: Reprodução

Os brasileiros que nunca pensaram em comprar uma arma de fogo como forma de garantir sua defesa pessoal são 72%. Os dados da pesquisa Datafolha apontam que esse percentual já foi maior, de 80% em julho de 2005 e 73% em abril de 2019, nas rodadas anteriores do levantamento. Entre os que já cogitaram adquirir para se proteger da violência, o índice subiu de 19% há quase sete anos para 27% há dois anos e 28% agora.

O Datafolha ouviu 2.556 brasileiros a partir de 16 anos em 181 cidades entre os dias 22 e 23 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Os que não souberam responder à pergunta “alguma vez já pensou em comprar uma arma de fogo?” variaram dentro da margem de erro desde 2005, quando somavam 1%, e depois 0% nos levantamento de 2019 e o divulgado nesta quarta-feira (30/3).

O instituto também perguntou aos entrevistados se, com a flexibilização das regras para compra, se a pessoa pretende adquirir uma arma de fogo. Tanto em 2019 quanto agora, 80% responderam que não têm intenção de ter uma arma de fogo. A variação foi dentro da margem de erro entre os que, sim, pretendem comprar: 19% na pesquisa divulgada hoje e 20% há dois anos. Entre os interessados pela facilitação nas regras, 32% avaliam o governo Bolsonaro como bom ou ótimo.

Continua após a publicidade

Maioria não tem arma de fogo

De acordo com as respostas dadas ao Datafolha, 82% dos brasileiros que têm arma de fogo em casa são homens e 18% mulheres. A maioria dos brasileiros do sexo masculino que têm arma em casa está com idade média de 47 anos. 56% são moradores de regiões metropolitanas, 52% vivem no Sudeste e 37% têm renda mensal acima de cinco salários mínimos. 36% têm nível superior e 9% são apoiadores de Bolsonaro.

Na última pergunta sobre o assunto, “você ou alguém na sua casa possui arma de fogo?”, 95% disseram que não e 4% que sim. Em junho de 1999, 91% afirmavam que não e 8% sim. Em fevereiro de 2002, o sim chegou a 12%, com o não em 88%. Depois, em 2005, o não ter arma em casa subiu para 90%, o não caiu para 9%. Em 2019, o não chegou aos mesmos 95% de hoje e o não reduziu para 5%.

Veja Também