Com atrasos, Prefeitura inaugura Viaduto Iris Rezende e prevê fluxo mensal de 150 mil veículos

Postado em: 09-06-2022 às 19h44
Por: Ícaro Gonçalves
Estrutura integra o BRT Norte-Sul, trecho II, que liga os terminais Isidória e Recanto do Bosque | Fotos: Prefeitura de Goiânia/Jackson Rodrigues e Fernando Leite

A Prefeitura de Goiânia inaugurou nesta quinta-feira (9/6) o Viaduto Iris Rezende, no cruzamento da Avenida Goiás com a Avenida Perimetral Norte. A estrutura integra o trecho II do BRT Norte-Sul deverá receber fluxo de até 150 mil veículos mensais.

A obra foi iniciada em setembro de 2020, durante a última gestão de Iris Rezende. Rogério Cruz destacou a história de Iris Rezende, o “tocador de obras que nos deixou um inestimável legado em todos os níveis, não só na política, como também na diplomacia e no cuidado com o povo”.

Emocionada, a ex-deputada federal e ex-senadora, Iris de Araújo, viúva do homenageado, se disse “honrada ao trilhar, durante toda a vida, o mesmo caminho de Iris Rezende, que merece toda e qualquer homenagem nesta cidade porque fez e viveu Goiânia. Por isso, meus mais profundos agradecimentos”.

Trânsito em Goiânia

O cruzamento receberá veículos que trafegam pela Avenida Perimetral Norte como entrada ou saída para Trindade, Goianira, Nerópolis, e as rodovias GOs-080, 070, 060 e BR-153. A intervenção dá fluidez ao trânsito local, além de comportar a via exclusiva para o BRT.

Durante a inauguração, Rogério Cruz anunciou que a entrega do Terminal Isidória está prevista para até o final de junho. A estrutura que já existia, mas que foi adaptada para receber os ônibus do BRT. Conforme destacou, a parte estrutural e tecnológica já está pronta, e a administração aguarda a empresa responsável entregar a obra para, assim, convocar a Redemob para instalação dos equipamentos.

Atrasos

O Paço Municipal planejava a inauguração do Viaduto da Perimetral para o fim do ano passado. Porém, a estrutura do viaduto sofreu um rebaixamento, o que levou a gestão municipal a prorrogar a inauguração. A nova data passou então para 31 de maio.

Chegado o final do mês passado, a entrega da obra foi novamente adiada. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) informou ao O Hoje que o adiamento foi causado após engenheiro identificarem umidade elevada em algumas escavações. Isso fez com que “a atividade de regularização de subleito – que necessita da umidade ótima, conforme normas – demorasse mais que o previsto inicial”.

Compartilhe: