Procon Goiás divulga ranking das empresas que receberam mais reclamações

Empresas do ramo de telefonia, energia elétrica e bancos são as que mais motivaram queixas de consumidores em julho deste ano

Postado em: 03-08-2022 às 10h35
Por: Rodrigo Melo
Empresas do ramo de telefonia, energia elétrica e bancos são as que mais motivaram queixas de consumidores em julho deste ano | Foto: Procon-GO

O Procon Goiás divulgou, nesta terça-feira (2/8), os rankings das empresas que recebem o maior número de denúncias e reclamações dos consumidores, relativos ao mês de julho deste ano. No mês, o órgão de defesa do consumidor recebeu 6.049 denúncias e reclamações, sendo a maior parte contra empresas de telefonia, energia elétrica e bancos. As campeãs em queixas são Claro, Tim, Enel e Caixa Econômica Federal.

No ranking elaborado a partir de registros feitos por telefone e presencialmente, as mais reclamadas são:

  • Claro – 87 reclamações
  • Caixa Econômica Federal – 78 reclamações
  • Tim – 60 reclamações

Já o ranking baseado nos registros feitos pela internet, por meio do Procon Web, apresenta:

Continua após a publicidade

  • Claro – 89 reclamações
  • Tim – 48 reclamações
  • Enel – 47 reclamações

Este é o segundo mês consecutivo em que essas empresas aparecem entre as mais reclamadas.

Entre as principais situações relatadas pelos consumidores estão fila de banco, problemas contratuais, problemas no fornecimento de energia elétrica e cobranças indevidas por serviços já pagos anteriormente ou nunca utilizados.

A divulgação atende à determinação de Lei de Acesso à Informação (LAI), e visa auxiliar o cidadão no momento da compra de produtos ou serviços.

Canais de atendimento

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 151 (Goiânia) ou (62) 3201-7124 (interior). Já as reclamações podem ser feitas presencialmente na sede do órgão (Rua 8, n 242, Ed. Torres, Centro de Goiânia) ou pela internet, por meio do canal Procon Web. Confira os rankings no site do Procon Goiás

Leia também: Procon encontra mais de 30 quilos de alimentos vencidos em restaurantes de Goiânia

Veja Também