Pai denuncia mãe da própria filha por injúria racial após atraso de pensão; “É mal de preto”

A mãe teria, ainda, ofendido o sócio de Henrique, um jovem de 18 anos, com o qual ele trabalha diariamente vendendo bolos de pote na rua

Postado em: 23-09-2022 às 15h42
Por: Ana Bárbara Quêtto
A mãe teria, ainda, ofendido o sócio de Henrique, um jovem de 18 anos, com o qual ele trabalha diariamente vendendo bolos de pote na rua | Foto: Reprodução

Henrique Silva Florêncio, vendedor e operador de máquinas de 25 anos, diz ter sofrido injúria racial por parte da mulher com quem ele tem uma filha, em Anápolis. Após uma discussão sobre o atraso no pagamento da pensão, a mãe da criança enviou áudios com xingamentos racistas.

“É mal de preto, né? Pretos, descendentes de macacos são desse jeito. Estão acostumados a comer casca de banana o tempo todo e não têm responsabilidade com nada”, disse a ex-companheira de 26 anos em áudios no WhatsApp.

A mulher teria, ainda, ofendido o sócio de Henrique, um jovem de 18 anos, com o qual ele trabalha diariamente vendendo bolos de pote na rua. Ela alega que foi vítima de um abuso sexual e, com isso, acabou grávida de Henrique.

Continua após a publicidade

À polícia a mulher revelou que o homem havia questionado a paternidade, mas, por meio de teste de DNA, foi comprovado que ele é o pai biológico da criança.

Leia também: Operação em Alto Paraíso prende donos de bar que vendiam álcool e drogas para menores

Pensão

Os dois acordaram, no início deste ano, o pagamento de uma pensão no valor de R$ 180, no entanto, segundo o relato dela, o pai teria pagado apenas duas prestações. Os depósitos seriam feitos sempre no dia 10 de cada mês.

Contudo, o pai comunicou a mulher que só conseguiria pagar no dia 20. Dessa forma, após dez dias de atraso, a mãe proferiu injúrias e xingamentos contra ele.

O caso foi denunciado por ele e registrado na delegacia da Polícia Civil de Goiás (PCGO) que investiga crimes raciais. Já a mulher nega as acusações. Ela tem duas filhas e diz ser portadora de lesão medular e cadeirante.

Leia também: Influencer e cabelereiro de BH é preso após levar filhos a motel com garotas de programa

Veja Também