Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Mulher é morta e tem órgãos roubados após viajar para conhecer namorado

Blanca Arellano havia viajado para encontrar o namorado que havia conhecido na internet

Postado em: 26-11-2022 às 14h06
Por: Cecília Epifânio
Blanca Arellano havia viajado para encontrar o namorado que havia conhecido na internet | Foto: Reprodução/ Twitter

O desaparecimento de uma mexicana de 51 anos ocupor as redes sociais na última semana. Após a investigação do caso, a polícia descobriu que a vítima estava morta e seus órgãos teriam sido roubados.

Blanca Arellano havia viajado da Cidade do México, onde morava, até Lima, no Peru, para encontrar o namorado que havia conhecido na internet. Identificado como Juan Pablo Jesus Villafuerte, de 37 anos, o namorado foi ligado diretamente ao assassinato de Blanca, por suspeita de feminicídio, tráfico de pessoas e tráfico de órgão. As informações foram confirmadas pelo portal argentino Infobae.

Segundo relatos da sobrinha da vítima, Karla Arellano, a tia fez uma viagem e passou uma semana conhecendo Juan e a cidade que o namorado morava. Ela também entrou em contato com a sobrinha para dizer que estava “apaixonada”.

Continua após a publicidade

Após alguns dias, a família perdeu o contado com Blanco, isso fez com que a sobrinha iniciasse uma busca pela tia nas redes sociais. “Nunca pensei que estaria nessa situação, hoje peço apoio e divulgação para localizar uma das pessoa mais queridas e importantes da minha vida”, afirmou a jovem em uma sequência de tuítes explicando o desaparecimento.

Karla também teria entrado em contato com Juan. O mesmo disse que Blanca havia terminado com ele e retornado para o México.

Surgimento da verdade

No dia 9 de novembro, a família de Blanca recebeu a notícia de que o corpo dela havia sido encontrado.

Primeiramente as autoridades peruanas encontraram a cabeça de Blanca com o rosto deformado, próximo a uma casa que pertence a Juan. Em sequência localizaram um dedo decepado com um anel de prata e, logo em seguida, encontraram o corpo da mulher no mar.

As investigações levaram a polícia a conectar o namorado ao crime. O canal onde o corpo foi encontrado, é próximo da faculdade em que Juan estuda e, os ferimentos encontrados no rosto de Blanca, teriam sido feitos por uma pessoa que tivesse conhecimento para o ato. Juan é estudante de medicina e biotecnologia e, além disso, foram encontrados vestígios de sangue da mexicana na casa do namorado.

De acordo com as autoridades, Juan Pablo pretendia matar Blanca para vender seus órgãos. As autoridades peruanas também encontraram vídeos em que o home filma os órgão da vítima dias após o seu desaparecimento.

Ele nega participação no crime e segue sob custódia da justiça peruana.

No Twitter, Karla prestou homenagem para a tia. “Minha tia era uma pessoa gentil, calorosa, cheia de luz, inteligente, dedicada, amorosa e é assim que ela deve ser lembrada. Sua família, estamos esperando por você de volta, mas nunca como imaginávamos”, afirmou.

Veja Também