Como acabar com a procrastinação definitivamente em 10 passos

Siga estes 10 passos para parar de ser um procrastinador e desbloqueie sua vida.

Postado em: 18-11-2022 às 16h56
Por: Maria Gabriela Pimenta
Siga estes 10 passos para parar de ser um procrastinador e desbloqueie sua vida. | Foto: Getty

Você sabia que a baixa autoestima está totalmente ligada com o hábito de procrastinar? Quando você faz algum compromisso consigo mesmo e não cumpre, você, automaticamente, não se honra. Como você vai estimar alguém que não cumpre com os próprios compromissos? A procrastinação se torna um ciclo vicioso e todas as suas obrigações vão se acumulando. Com isso, o que você poderia ter feito com tranquilidade, você deixa para fazer de última hora e com pressa. Isso gera um estresse desnecessário e sentimento de frustração.

Se você é um procrastinador compulsivo e tem filhos, fique atento e corra atrás da mudança, porque o hábito de postergar e deixar tudo para última hora pode influenciar no processo de aprendizado da criança. O jovem que aprendeu com os pais a procrastinar desde cedo, pode se tornar ansioso, deprimido, impulsivo e estressado.

Se você se sente perdido e não sabe como quebrar esse hábito, hoje vou te dar dicas práticas que vão te ajudar a resolver o seu problema e te auxiliar no gerenciamento de tempo. Mas tem que seguir as dicas, não deixa pra depois não!

Continua após a publicidade

1 – Não comece o dia procrastinando

Esta é a principal dica. Se você ativa a soneca do celular a hora que o despertador toca, você já começa o dia não cumprindo com o compromisso que você fez consigo mesmo na noite anterior de acordar em determinado horário. A sonequinha que deveria ser de 5 minutos, se transforma em 20 minutos. Então, mesmo sem vontade, a hora que o despertador tocar, levante da cama! Essa será a sua primeira conquista do dia.

Nada de procrastinação para levantar. Os 10 minutinhos a mais na cama não valem o desgaste da pressa.

Depois que você levantar, arrume a cama – isso vai te dar uma sensação de primeira tarefa do dia concluída com sucesso.

Ainda, se alongue, tome banho, faça uma meditação/oração. Enfim, qualquer ritual que você achar pertinente para começar bem o dia. Saia de casa sem pressa e bem arrumado. Desta forma, te garanto que o seu dia será completamente diferente, com mais qualidade e você terá mais energia para cumprir com suas tarefas.

2 – Gerencie sua emoções, não apenas seu tempo

Não espere bom humor para cumprir com as suas tarefas. Você não precisa estar motivado e inspirado para fazer o que precisa ser feito. É claro que quando estamos bem humorados e cheios de energia é mais fácil cumprir com as obrigações. Mas a regra para ter constância é: faça o que precisa ser feito, mesmo sem vontade. Usar como desculpa “não estou inspirado/com bom humor para cumprir X tarefa” se torna um ciclo vicioso, em que você vai sempre tentar legitimar a autossabotagem.

Deixar para depois e inventar desculpas são características da procrastinação.

3 – Identifique o tipo de problema

O seu atraso realmente é procrastinação ou você se atrasou porque foi inevitável? “Dar nome aos bois” é importante para identificar o problema e torná-lo “palpável”. Isso faz com que seja mais fácil encontrar a solução. Se o motivo de você não ter entregado o seu trabalho dentro do prazo foi porque estava coletando mais informações, ou porque algum fator externo prejudicou a finalização deste projeto, este atraso foi inevitável e não consequência de deixar pra última hora.

Veja a classificação dos atrasos, segundo especialistas:

1 – Atrasos inevitáveis: quando o cronograma está sobrecarregado e algo acontece que atrapalha ou interrompe a produtividade.

2 – De adrenalina: Quando a pessoa atrasa uma tarefa porque gosta da adrenalina e do desafio de deixar para última hora.

3 – Hedonístico: Quando a pessoa prefere fazer uma atividade de lazer, que lhe dá prazer, ao invés de realizar uma tarefa que precisa.

4 – Problemas psicológicos: Luto ou TDAH, por exemplo.

5 – Propositais: Quando a pessoa precisa fazer alguma coisa antes de realizar a tarefa.

6 – Irracionais: Que são inexplicáveis

4 – Pratique a “procrastinação estruturada”

Em 1996, o professor de filosofia de Stanford John Perry apresentou o conceito de “procrastinação estruturada”. A técnica é colocar a tarefa mais difícil no topo da sua lista de afazeres e as mais fáceis na sequência. O motivo disso é porque os procrastinadores tem costume de deixar a primeira tarefa por último. Desta forma, se você fizer as últimas tarefas primeiro, terá a sensação de dever cumprido e tarefas concluídas.

Ou você pode, simplesmente, organizar sua lista de afazeres de modo que as tarefas mais fáceis venham antes das mais trabalhosas.

5 – Seja gentil com você mesmo

O procrastinador tem o hábito de deixar para depois e imaginar que o “eu do futuro” vai ter mais energia, mais disposição e mais disciplina. O famoso “amanhã eu faço” ou “eu juro que X dia eu começo”. Mas esse dia nunca chega e você continua deixando para depois. Criando falsas expectativas de que, de repente, sua vida e eu comportamento vão mudar.

Portanto, coloque na sua cabeça que as coisas só mudam quando você muda e dá o primeiro passo. Então, comece devagar e seja gentil consigo mesmo.

Se algo não sair conforme o planejado, não se martirize e não deixe de continuar fazendo o que você precisa só porque uma coisa não deu certo.

6 – Inclua imprevistos nos seus planos

O maior erro na hora que criar um cronograma de tarefas é ignorar os imprevistos e deixar a grade toda cheia. Então, procure deixar uns espaços entre as tarefas ou disponibilizar um tempo maior para as atividades. Assim, caso haja um imprevisto, seu cronograma de tarefas não irá por água abaixo.

Caso não haja nenhum imprevisto, melhor ainda. Use a janela entre as atividades para fazer algo que você gosta ou que já queria fazer há muito tempo, mas nunca teve tempo.

7 – Bloqueie estímulos externos

No momento em que você estiver realizando uma tarefa que exige concentração, evite mexer no celular e nas redes sociais. Não abra abas inúteis no seu computador. Se você mora com alguém, diga que pelas próximas horas você estará ocupado e não gostaria de ser interrompido.

8 – Lute contra os seus pensamentos e faça na hora

No momento em que você começar a pensar coisas como “ah, hoje eu não vou”, “vou deixar isso pra depois”, “mais tarde eu faço” ou “vou tirar um cochilo antes” é a hora certa para você barrar estes pensamentos e fazer na hora.

No momento em que você quebrar o vício de se deixar guiar por pensamentos sabotadores, você vai conseguir vencer a procrastinação.

9 – Divida as atividades

Não abrace várias tarefas de uma vez. Faça uma coisa primeiro e depois outra. Desse jeito, você conseguirá realizar mais tarefas sem parecer uma tortura. Além disso, divida tarefas grandes em partes. Assim, você conseguirá visualizar o andamento do que você está fazendo e logo, terminará. É como ler um livro com capítulos curtos ao invés de ler livros com capítulos longos. A leitura de um livro com capítulos curtos é mais fluida.

10 – Utilize aplicativos que podem te auxiliar

Alguns aplicativos são feitos para ajudar as pessoas a pararem de procrastinar e organizarem suas tarefas (To do List)

Trello: disponível para Android e IOS, o Trello é um gerenciador de tarefas. O aplicativo é uma ótima ferramenta para quem tem dificuldades de criar uma lista de afazeres e organizar as prioridades. É possível controlar as tarefas que precisam ser feitas, as que estão em andamento e as que já foram realizadas.

Freedom: também disponível para Android e IOS. Para quem tem dificuldade em se concentrar, o Freedom é um aplicativo que bloqueia aplicativos que poderão te distrair enquanto você está realizando uma atividade.

Focus To-Do: Este aplicativo se baseia na técnica Pomodoro. Já ouviu falar? É uma técnica que consiste em produzir por 25 minutos e descansar 5. Este método se aplica quando a intenção é melhorar a concentração na atividade. Disponível para Android e IOS.

Leia também:

Veja Também