Com aumento de 6,65% em um ano, preço das flores se mantém no dia de finados

Já nas coroas, houve uma redução no preço médio de 11,55%

Postado em: 28-10-2016 às 09h00
Por: Redação
Já nas coroas, houve uma redução no preço médio de 11,55%

Da redação com assessoria

Pesquisa de preços de flores realizada pelo Procon registra um aumento médio de 6,65% nos últimos 12 meses. Já nas coroas, houve uma redução no preço médio de 11,55%. Os técnicos do Procon encontraram ainda variações entre o menor e maior preço de até 300% como a dúzia de rosas custando de R$ 20 a R$ 80. Com a proximidade do Dia de Finados, 2 de novembro, o órgão de defesa do consumidor divulga a pesquisa que foi feita em 12 floriculturas de Goiânia com 17 tipos de flores e coroas.

Segundo o Procon, a previsão é de que os preços se mantenham até o Dia de Finados. Ainda assim, o órgão sugere aos consumidores pesquisar, uma vez que muitos estabelecimentos visitados pelos técnicos nas proximidades dos cemitérios estão praticamente um ao lado do outro e com grande diferença nos valores praticados para o mesmo tipo de produto.

Continua após a publicidade

Individualmente, alguns produtos registraram aumento médio de até 24,19%. É o caso do vaso Kalanchoe, tamanho grande, cujo preço médio praticado em 2015 era de R$ 16,47 e atualmente custa, em média, R$ 20,45.

Outros aumentos médios

11,11% – vaso de Azaleia, com preços médio em 2015 de R$ 20 e atualmente R$ 22,22;
4,66% – buquê de Rosas (dúzia), que passou de R$ 83,82 para R$ 87,73 em 2016;
4,58% – vaso de Crisântemos, cujo preço subiu de R$ 17,53 para R$ 18,33.

Assistência funerária

Segundo o órgão, é comum encontrar, no Dia de Finados, ofertas de planos de assistência funerária nas proximidades dos cemitérios. Quem estiver interessado na contratação deste tipo de serviço, que leve para casa os panfletos, informativos ou outros documentos que receberem e avalie as cláusulas do contrato antes de assinar, dando especial atenção às cláusulas que estabeleçam multas (perdas de parte do valor pago) em caso de desistência.

O Procon informa ainda que está apto a atender e esclarecer quaisquer dúvidas dos consumidores com relação à proposta de contratação do serviço através dos canais de atendimento Disque Denúncia 151 ou pelo telefone (62) 3201-7100, virtualmente pelo site e presencialmente na sede do Procon Goiás, na Rua 8, no Centro de Goiânia, ou nas unidades de atendimento Vapt Vupt.

Veja Também