PIX traz vantagens e reduzem custos para empresas de Goiás

Esse método de pagamento tem sido a preferência de muitos goianos na hora de fazer compras

Postado em: 12-07-2022 às 09h09
Por: Alexandre Paes
Esse método de pagamento tem sido a preferência de muitos goianos na hora de fazer compras | Foto: Divulgação

Que o PIX tem ganhado fama entre as pessoas como forma de pagamento e transferências, a maior parte das pessoas já sabe. Agora, a vantagem dessa ferramenta, na verdade, não tem sido apenas para as pessoas físicas. Ela também tem feito muito sucesso para as empresas e pode revolucionar a jornada de compra e venda.

Hoje não dá para imaginar o brasil sem o PIX. Essa forma de pagamento é tão eficiente que tem conquistado cada vez mais pessoas. Além de comprar com tanta facilidade, melhor é receber o dinheiro sem nenhuma dor de cabeça.

De acordo com o banco central a praticidade do PIX alcançou mais de 126 milhões de usuários até abril deste ano. Desse total 9 milhões são empresas que se cadastraram para receber e enviar dinheiro, receber e pagar contas de forma rápida.

Continua após a publicidade

Ainda que haja uma cobrança nas transações, o PIX segue como um meio de pagamento muito vantajoso para as empresas. “Em 2021, os bancos passaram a cobrar taxas de transações quando feitas pelo PIX, com isso, hoje as tarifas já são realidade, e elas vêm evoluindo junto com as novas funcionalidades que o sistema de pagamentos instantâneo apresenta”, explica Cristiano Caixeta, presidente do Sindlojas Goiás.

Ele destaca, ainda, cinco vantagens que o PIX trouxe para as empresas. Um dos primeiros passos é a comodidade que as empresas agora possuem com esse novo meio de pagamento, capaz acelerar processos e trazer mais tempo útil a outras operações mais complexas.

“Antes do PIX as transferências levavam um tempo até serem efetuadas com sucesso e, em muitos casos, era preciso se deslocar até o banco. Hoje existe a facilidade de que tudo pode ser realizado através do celular”, pontua Caixeta.

No Brasil, em 2021, a redução de dinheiro em espécie em circulação foi de R$40 bilhões. Uma queda de 10,5% em relação ao ano anterior. Alternativas como as carteiras eletrônicas e o Pix são importantes para atender as demandas do público. Além da possibilidade de escolher a modalidade que for mais conveniente no momento, algumas pessoas consideram essas soluções mais seguras que a moeda em espécie.

Lojistas e microempresas têm apostado nas transferências via PIX

O PIX já é o segundo meio de pagamento mais usado no país, atrás apenas de cartões de crédito e de débito, e, segundo o Banco Central (BC), bateu recorde de transações na primeira sexta-feira de abril, devido ao Dia das Mães. Foram mais de 70 milhões de transferências realizadas em um único dia.

Em algumas pesquisas realizadas pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), os meios de pagamentos digitais ganharam força durante os últimos anos. As modalidades de pagamento mais utilizadas pelos brasileiros são: dinheiro (71%), Pix (70%), cartão de débito (66%) e cartão de crédito (57%).

Uma papelaria no setor Nova Vila não ficou de fora da tecnologia. A proprietária logo cadastrou a empresa no banco para disponibilizar uma chave PIX para atender a demanda dos clientes. “Agilidade, eficiência e produtividade é uma das coisas que eu mais gosto no PIX. Fora que os clientes também estão com mais pressa e necessitam de praticidade no dia a dia” destacou Regina Nobre, proprietária da papelaria.

Ser ágil é só uma das vantagens. A diferença real do PIX está mesmo na velocidade com a qual as operações são feitas. “O tempo de cerca de 10 segundos que o valor é enviado e recebido torna o novo tipo de pagamento chamar mais atenção. Velocidade totalmente diferente de boletos bancários, por exemplo, que precisa de até três dias úteis para ter o pagamento reconhecido”, completou Cristiano.

E não é só as lojas que ficam de fora dessa jogada. Um estúdio de fisioterapia e pilates também se adaptou ao método de pagamento rápido, e oferecendo vantagens aos clientes que pagam com PIX. “Quando o cliente fala que vai pagar em PIX eu já fico feliz, porque o dinheiro vai estar disponível na hora pra mim. E meus clientes também ganham desconto de 5 a 10% dependendo do pacote que ele fecha comigo” explicou Moema Arruda, empresária. Essa agilidade, vale destacar, tem feito com que as operações com Pix aumentem ano após ano.

Veja Também