O cantor, compositor e produtor musical Zinga apresenta o seu novo single, ‘Brasileirinha’

Postado em: 24-05-2022 às 09h56
Por: Lanna Oliveira
Zinga é um dos integrantes do grupo A Quadrilha, selo encabeçado pelo rapper Djonga | Foto: Ester Teixeira

Em lançamento, o rapper Zinga homenageia as mulheres brasileiros. Pelo selo A Quadrilha, a música ‘Brasileirinha’ traz a mistura entre o boom bap dos anos 2000, estilo que dominou a época, com trap, gênero que hoje é um dos principais da indústria musical. Parte do seu primeiro EP, ainda sem data de lançamento confirmada, a nova faixa é proposta por Zinga como uma transgressão da maioria dos relacionamentos brasileiros. Acompanhado de um videoclipe, o single vem para abrir portas para o músico.

Enaltecendo a garra, descontração e companheirismo da mulher brasileira, o cantor, compositor e produtor musical Zinga apresenta o seu novo single, ‘Brasileirinha’. A faixa, que marca o início de um novo projeto, seu próximo EP, é lançada pelo selo de um dos nomes de mais relevância do rap nacional, A Quadrilha do Djonga. “O selo transformou minha vida profissional em muitos sentidos, pois qualificou tudo que eu já fazia, de música à produção e videoclipe”, conta ele sobre a equipe que trabalhou para tudo acontecer. 

“A mulher brasileira é uma mistura de muitas características, é guerreira, descontraída, extremamente determinada no trabalho, carinhosa e companheira. Ela gosta de curtir o melhor da vida, mas sem se perder nas responsabilidades”, resume o rapper. “Acho que o que me inspirou foi basicamente um relacionamento típico brasileiro, de um jeito real. Com as suas brigas e desentendimentos, mas também com o lado carinhoso, gostoso e descontraído”, completa o cantor.

Zinga também atua como filmmaker. Tal bagagem contribuiu na concepção do novo clipe: “Tentei trazer muito da brasileiragem no clipe, mas com uma essência excepcionalmente cinematográfica. A gente tinha marcado o set pra terminar às sete horas da noite, mas fomos encerrar lá pela meia-noite, com todo mundo já cansado e exausto, mas ninguém queria parar. Fiquei com os olhos brilhando pelo foco e sincronia coletiva em concluir essa primeira parte do projeto. Vem muita coisa boa por aí”, finaliza o músico.

“O diferencial d’A Quadrilha é a união do diferente”. É dessa forma que o rapper mineiro Djonga define o seu encontro com os amigos e colegas de trabalho Marcelo Tofani, Laura Sette, Bertiolli, X Sem Peita, Dougnow e o Zinga, todos integrantes d’A Quadrilha, selo encabeçado por ele. Eles iniciaram a parceria com o lançamento do álbum homônimo, que de cara foi um sucesso no fim de 2021. Eles têm feito história, o grupo A Quadrilha torna-se o primeiro selo musical brasileiro a ser patrocinado pela Nike, transcendendo os limites do rap.

Compartilhe: