Por que exercícios são mais importantes do que a perda de peso para viver mais?

Pesquisa analisou os resultados de centenas de trabalhos feitos anteriormente com homens e mulheres.

Postado em: 04-10-2021 às 17h00
Por: Alice Orth
Pesquisa analisou os resultados de centenas de trabalhos feitos anteriormente com homens e mulheres. | Foto: Reprodução

Um novo estudo, publicado na revista iScience, mostrou que exercícios físicos são mais importantes do que perda e manutenção de peso para garantir a longevidade. A pesquisa analisou os resultados de centenas de trabalhos feitos anteriormente com homens e mulheres.

De acordo com os resultados obtidos, pessoas consideradas obesas ou com sobrepeso reduzem mais os riscos de doenças cardíacas e morte prematura praticando atividades do que fazendo dietas. A conclusão é de que o resultado da balança não é o fator determinante para a saúde, mas um bom condionamento físico, sim.

“Em termos de risco de mortalidade, é melhor aumentar sua atividade e melhorar o condicionamento físico do que perder peso intencionalmente”, disse Glenn Gaesser, coautor do estudo e professor de fisiologia do exercício da Universidade Estadual Arizona, em Phoenix, nos Estados Unidos, sobre a pesquisa.

Continua após a publicidade

“Em um experimento de 2015, por exemplo, 81 mulheres sedentárias com sobrepeso começaram uma nova rotina de caminhada três vezes por semana durante 30 minutos. Destas, 55 ganharam peso após 12 semanas”, apontou ele. “Comparado diretamente, a magnitude do benefício foi muito maior com a melhora do condicionamento físico do que com a perda de peso”.

Os pequisadores mostraram que o risco de morte prematura diminui em 30% ou mais entre quem pratica exercícios. “Essa melhora geralmente os coloca em menor risco de morte precoce do que as pessoas que têm peso normal, mas estão fora de forma”, explicou. “A principal lição da nova revisão é que você não precisa perder peso para ser saudável. Mas tem que praticar atividade física”, concluiu o pesquisador.

Veja Também