Polícia Federal pede prisão e padre Robson pode ser preso a qualquer momento

Postado em: 18-11-2021 às 19h34
Por: Redação
A informação é do jornalista e colunista do jornal O Hoje e da revista IstoÉ, Leandro Mazzini | Foto: reprodução

Por Yago Sales

A Polícia Federal (PF) pediu na quarta-feira (17/11) a prisão de padre Robson e aguarda decisão do Superior Tribunal de Justiça. Ainda não há informação quando o ministro-relator Benedito Gonçalves deverá, ou não, acatar ao pedido. A informação é do jornalista e colunista do Jornal O Hoje e da revista IstoÉ, Leandro Mazzini.

Padre Robeson, do Santuário Pai Eterno, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, é um dos nomes mais conhecidos da Igreja Católica do Brasil. Em 2020 uma história envolvendo imóveis de luxo e dinheiro dos fiéis veio à tona e levou o Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) denunciar o padre e outras 17 pessoas por apropriação indébita, organização criminosa, falsidade ideológica, lavagem do dinheiro que a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) recebeu dos dos religiosos.

Para o Ministério Público, o padre era o chefe do esquema que desviou milhões do dinheiro arrecadado, a priori, para a construção da nova Igreja Matriz de Trindade.

A reportagem tentou contato com a defesa do padre Robson para saber se já foi impetrado um pedido de Habeas Corpus, mas ainda não houve retorno. Ao colunista Mazzini, por outro lado, o advogado disse que ainda não.

O colunista Leandro Mazzini informou, na noite desta quinta-feira (18), que suas fontes: policiais federais, disseram que o padre saiu de Goiás. Ou seja, teria saído logo depois do pedido da PF ser protocolado junto ao STJ.

Compartilhe: