Após Jogos Olímpicos, Japão prorroga emergência da Covid-19 em Tóquio e outras áreas

Postado em: 09-09-2021 às 17h07
Por: Maria Paula Borges
Medida tem como finalidade conter infecções e evitar que hospitais fiquem sobrecarregados | Foto: Reprodução

O Japão prorrogou as restrições de emergência da Covid-19 em Tóquio e outras regiões até o final deste mês para conter infecções e evitar que os hospitais fiquem sobrecarregados. Nesta quinta-feira (09/09), ao anunciar a prorrogação, o primeiro-ministro Yoshihide Suga disse que é necessária para escorar um sistema médico ainda pressionado por casos graves, embora as infecções novas estejam diminuindo e as vacinações aumentando.

“A inoculação de todos aqueles que desejam ser vacinados será finalizada em outubro ou novembro. E a partir de então, poderemos amenizar as restrições usando provas de vacinação ou resultados de exames”, disse.

O Japão sofre com a quinta onda do vírus, e em agosto prorrogou as restrições já duradouras até 13 de setembro para cobrir cerca de 80% da população. O número de casos graves e a pressão sobre o sistema médico não diminuíram o suficiente em Tóquio e áreas vizinhas para permitir a suspensão das restrições sanitárias. As medidas vão vigorar até o dia 30 de setembro e incluirão Osaka, no oeste do país.

As restrições de emergência japonesas se concentram em pedir que os restaurantes fechem cedo e evitem servir bebidas alcóolicas. Além disso, os moradores são incentivados a trabalhar em sistema home office e evitarem viajar. As autoridades estão cogitando planos que recompensariam negócios que mantêm os atuais controles de infecção.

Alguns sinais de Melhoria levarão dois de 21 municípios a substituir as medidas do estado de emergência por restrições direcionadas, vários outros municípios descartarão todas as restrições. “Acredito que estamos começando a ver resultados, mas ainda é cedo demais para abaixarmos a guarda”, disse Norihisa Tamura, ministro da Saúde.

Segundo o jornal Nikkei, o governo está inclinado a suavizar as restrições de entradas internacionais reduzindo o período de quarentena dos viajantes já imunizados. A medida foi solicitada pelo Keidanren, principal lobby comercial japonês, e por câmaras de comércio estrangeiras.

“Acolhemos qualquer proposta para reabrir as fronteiras do Japão às viagens de negócios como parte de uma abordagem científica à preservação da saúde pública”, disse Christopher La Fleur, conselheiro especial da Câmara de Comércio Americana no Japão.

Compartilhe: