Covid-19: cartões de vacinação falsos são vendidos por US$ 149,50 no mercado clandestino

Além de colocar sua saúde e a de outras pessoas em risco, aumentando as chances de contágio da Covid-19, os compradores de falsos comprovantes de vacinação podem ter prejuízos financeiros, como o uso de dados em golpes.

Postado em: 21-09-2021 às 15h12
Por: Victoria Lacerda
Além de colocar sua saúde e a de outras pessoas em risco, aumentando as chances de contágio da Covid-19, os compradores de falsos comprovantes de vacinação podem ter prejuízos financeiros, como o uso de dados em golpes. | Foto: Reprodução

Com mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo vacinadas, o comprovante da vacinação contra a Covid-19 passou a ser exigido em diferentes lugares do mundo. Os lugares estão introduzindo o “passaporte de vacina” para permitir que as pessoas viajem, frequentem lugares fechados ou até mesmo façam atividades físicas, porém para muitos que se recusam a tomar a vacina a alternativa está sendo a compra de certificados e testes falsos no mercado negro. 

Uma vez que parte da população se recusa a tomar a vacina, mas quer evitar restrições, a demanda por passaportes falsos de vacinação está aumentando, o que gerou uma oportunidade aos cibercriminosos. O FortiGuard Labs, laboratório de pesquisa de ameaças da Fortinet, divulgou na última semana um alerta sobre o crescente número de tentativas de phishing (o criminoso se faz passar por uma pessoa ou empresa confiável enviando uma mensagem para conseguir atrair suas vítimas, traduzido do inglês) por meio da venda de certificados falsos de vacinação.

Eles começaram a usar a venda de certificados falsificados de vacinação na dark web como um trampolim para invadir sistemas, por meio de links e e-mails maliciosos. O anúncio do comprovante da vacinação custa aproximadamente US$ 149,95 em bitcoin e informações de identificação pessoal. Não se sabe se, além da tentativa de phishing, os criminosos chegam a entregar o passaporte falso de vacinação. 

Continua após a publicidade

Através dos anúncios, além do certificado aparentemente os dados  também são registrados  no banco de dados internacional de vacinas da Argentina, Brasil, Estados Unidos, Itália e Reino Unido. Também foram encontrados diversos anúncios na dark web com uma ampla gama de produtos e serviços disponíveis, desde cartões de vacinas em branco a certificados verificáveis, que podem ser comparados a bancos de dados de vacinas legítimos em todo o mundo. 

Riscos para a saúde 

Além de colocar sua saúde e a de outras pessoas em risco, aumentando as chances de contágio da Covid-19, os compradores de falsos comprovantes de vacinação podem ter prejuízos financeiros, como o uso de dados em golpes.

Vale destacar que a imunização é gratuita e salva vidas.

Veja Também