Homem é condenado à morte por vender série “Round 6” em pendrives na Coreia do Norte

Postado em: 25-11-2021 às 11h10
Por: Augusto Sobrinho
O país possui legislação que proíbe o comércio e divulgação de filmes, músicas e livros | Foto: Reprodução

O governo da Coreia do Norte condenou um homem, que não teve a identidade divulgada, à morte após ele vender pendrives com cópias da série “Round 6” da Netflix para seis estudantes.  A informação foi divulgada pela Radio Free Asia (RFA), sediada nos Estados Unidos da América (EUA), que explicou que o país possui uma lei de “Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários”, aprovada em dezembro de 2020.

Segundo a imprensa, o homem norte-coreano, que foi considerado contrabandista, será executado pelo pelotão de fuzilamento, o estudante, que comprou o pen drive que continha a série, foi condenado à prisão perpétua e os outros seis ficarão cinco anos em campos de trabalhos forçados. Além disso, os professores e outros funcionários da escola foram demitidos e podem ser condenados a executarem serviços em minas em áreas distantes do país.

O regime de Kim Jong-Um proíbe o comércio e divulgação de filmes, músicas e livros no país com o objetivo de afastar os ideais capitalistas presentes em produções culturais da Coreia do Sul ou dos Estados Unidos, por exemplo. O país mais fechado do mundo rastreou os estudantes através dos censores do governo após uma denúncia anônima. 

Compartilhe: