Para tentar resolver objeções, Finlândia e Suécia enviarão delegações à Turquia

Postado em: 24-05-2022 às 15h19
Por: Luan Monteiro
Objeções turcas frearam entrada dos dois países à aliança militar | Foto: Reprodução

A Finlândia e a Suécia enviarão delegações à capital da Turquia, Ancara, na quarta-feira (25/5) para tentar resolver a oposição turca aos seus pedidos de adesão à aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse o ministro das Relações Exteriores da Finlândia, Pekka Haavisto.

As objeções turcas frearam o que a Suécia e a Finlândia esperavam que fosse um processo de adesão rápido, já que os dois países buscam reforçar sua segurança após a invasão da Ucrânia pela Rússia. “Entendemos que a Turquia tem algumas de suas próprias preocupações de segurança em relação ao terrorismo”, disse o Ministro em Davos.

“Achamos que essas questões podem ser resolvidas. Pode haver também algumas questões que não estão diretamente ligadas à Finlândia e à Suécia, mas mais a outros membros da Otan.”

A Turquia diz que Suécia e Finlândia abrigam pessoas ligadas ao grupo militante do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e seguidores de Fethullah Gulen, a quem Ancara acusa de orquestrar uma tentativa de golpe em 2016.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia confirmou que as negociações começarão amanhã.

Na última segunda-feira (23), a Turquia delineou condições para apoiar a candidatura da Suécia à Otan, exigindo que a Suécia suspenda as sanções contra a Turquia, incluindo um embargo à exportação de armas; acabar com o “apoio político ao terrorismo”; eliminar as fontes de financiamento do terrorismo e suspender o apoio de armas ao PKK e seu braço armado sírio YPG, de acordo com uma lista publicada pela diretoria de comunicações do presidente.

Com informações da agência Reuters.

Compartilhe: