Ex-policial atira e mata 26 crianças e 12 adultos em creche da Tailândia

Entre as vítimas estão o filho e a mulher do assassino; ele cometeu suicídio após o massacre

Postado em: 06-10-2022 às 14h29
Por: Luan Monteiro
Entre as vítimas estão o filho e a mulher do assassino; ele cometeu suicídio após o massacre. | Foto: Sakdipat Boonsom via Reuters

Um ex-policial atirou e matou 38 pessoas em uma creche da Tailândia. Segundo a polícia do país, 26 crianças estão entre as vítimas do massacre, incluindo o filho do assassino. O caso já é considerado o maior ataque a tiros da história do país.

Segundo a polícia tailandesa, o homem chegou à creche, em Uthai Sawan, uma pequena cidade dentro da província de Nong Bua Lamphu, a 500 quilômetros de Bangkok, por volta da hora do almoço.

Ele atropelou funcionários e, após isso, desceu do carro e atirou contra outras pessoas que estavam na creche. Ele, então, invadiu uma sala trancada onde crianças descansavam, buscando pelo seu filho, que era aluno da creche.

Continua após a publicidade

Sem encontrar a criança, ele esfaqueou outras crianças e professores da escola, uma delas grávida de oito meses. Depois, o homem voltou para sua casa, matou a mulher e o filho a tiros e se suicidou.

“Ele já estava muito estressado, e, quando não conseguiu encontrar seu filho, começou a atirar”, afirmou o porta-voz da polícia local à rede de TV ThaisPBS. Ainda não se sabe a motivação do crime.

O atirador foi identificado como o Panya Khamrab, um ex-policial que havia sido dispensado de suas funções há cerca de um ano por envolvimento com drogas. Horas antes do ataque, ele havia comparecido a um tribunal local para responder por uso e posse de narcóticos.

O caso chocou o país, onde tiroteios em massa são raros.

Veja Também