Suspeito de agredir as filhas por causa de herança é solto após pagar fiança, em Uruana

O pai suspeito de agredir as duas filhas, de 19 e 25 anos, em Uruana, na última sexta-feira (08/10), por causa de

Postado em: 12-10-2021 às 14h58
Por: Nielton Soares
Homem foi procurado, mas disse que prefere “manter silêncio”. Episódio de violência ocorreu depois que genitora morreu de Covid-19 | Foto: reprodução

O pai suspeito de agredir as duas filhas, de 19 e 25 anos, em Uruana, na última sexta-feira (08/10), por causa de herança da mulher, que faleceu de Covid-19, foi solto depois de pagar fiança de R$ 2 mil. O homem foi procurado pelo O Hoje, mas disse que irá “manter silêncio” sobre o caso.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Carlos Caetano, as filhas do casal tentaram retirar pertences pessoais e documentos da casa da família e não tiveram autorização do pai.

A filha mais nova contou ao delegado que vivia na residência, porém, depois da morte da mãe, não teve mais acesso ao local, porque o homem trocou todas as fechaduras das portas. Na sexta, uma discussão entre os três terminou com agressões físicas e verbais do pai contra as filhas.

Continua após a publicidade

Ele chegou a ser preso e autuado em flagrante, sendo lhe imputado a violência doméstica e lesões corporais. Na audiência de custódia, o juiz aplicou fiança de R$ 2 mil, que foi paga e, agora, o suspeito vai responder em liberdade.

Segundo Caetano, a Polícia Civil de Goiás (PCG) tem 30 dias para concluir o inquérito e remeter ao Poder Judiciário. Se condenado, o pai pode pegar mais de quatro anos de prisão.

Herança

As duas vítimas relataram que na mesma semana do falecimento da mulher, o marido já estava discutindo sobre os bens deixados por ela.

Veja Também