Astro de Ghostbusters admite “conduta inapropriada” em gravações de filme Being Mortal

Postado em: 02-05-2022 às 12h43
Por: Cecília Sampaio
“Tivemos uma diferença de opinião; eu com uma mulher com quem estou trabalhando", informou o ator | Foto: Reprodução

O ator Bill Murray, conhecido por seu papel em Ghostbusters (ou Caça fantasmas no Brasil), se pronunciou sobre a paralisação da produção de seu novo filme ‘Being Mortal’ no último sábado (30/4). Ele estava participando da reunião anual dos acionistas do Berkshire Hathaway no Nebraska.

De acordo com informações do site Deadline, a produtora Fox Searchlight teria paralisado as gravações para investigação interna após Murray ter se envolvido em atos de “conduta inadequada” contra uma mulher que também participa da produção.

O ator disse durante em entrevista à CNBC que teve uma “diferença de opinião” com uma mulher no set, mas afirmou estar confiante quanto a “fazer as pazes”. Em nenhum momento o nome da envolvida foi citado.

“Tivemos uma diferença de opinião; eu com uma mulher com quem estou trabalhando. Fiz algo que achei engraçado, e não foi levado dessa forma. A empresa, o estúdio queriam fazer a coisa certa. Então, queriam verificar tudo e investigar e então interromperam a produção. Mas a partir de agora estamos conversando e tentando fazer as pazes uns com os outros”, contou o ator.

A “conduta inadequada” que motivou o desentendimento também não foi tornada pública. Murray disse que ter aprendido com toda a situação. “As coisas mudam e os tempos mudam, então é importante para mim descobrir isso. Acho que o mais importante é que seja o melhor para a outra pessoa”.

Ainda completou desejando que voltem a gravar ‘Being Mortal’. “O que me faria mais feliz seria voltarmos ao trabalho e podermos confiar um no outro e trabalhar no que passamos muito tempo desenvolvendo a habilidade”, disse. “E espero fazer algo que seja bom para mais do que apenas nós dois, mas para toda uma equipe de pessoas que são cineastas e também para o estúdio de cinema”.

O filme dirigido por Aziz Ansari, é baseado no livro “Being Mortal” de Atul Gawande estrelado por Bill Murray, Seth Rogen e Keke Palmer. O diretor também foi o roteirista e deve desempenhar algum papel durante a trama.

Boatos de Hollywood

Apesar de nada oficial ter sido publicado sobre o caso, fontes ouvidas por tabloides hollywoodianos vêm deixando boatos sobre a possível causa da investigação. A mais aceita vem sendo de que ele teria assediado alguma mulher no set de filmagens.

Dizem as fontes que Murray não tirava as mãos ao redor das mulheres. “Ele estava sempre tocando, usando as mãos, em nenhuma parte íntima, mas sempre com os braços em volta de alguma mulher, tocando e puxando cabelos, sempre em tom de brincadeira”.

Outra fonte ainda tentou romantizar a possível situação dizendo que ele ama mulheres e tudo que rodeia o universo romântico feminino, sempre flertando em tom de brincadeira.

Os relatos foram dados ao portal Page Six. Resta esperar o desfecho das investigações internas.

Compartilhe: