Quarta-feira, 28 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Gastronomia

Oito alimentos inimigos do rejuvenescimento, confira;

Postado em: 04-10-2020 às 17h50
Já se sabe que não há uma dieta milagrosa contra o envelhecimento, porém certos alimentos podem provocar mais danos na pele das pessoas. Saiba como substituí-los | Foto: Reprodução.

Pesquisas mostram maneiras de prevenir e até retardar o envelhecimento da pele, o que vem despertando o interesse de todos. Nesse contexto, o mercado de cosméticos que tem ganhado mais espaço, sendo estimado que atinja a marca de U$$ 863 bilhões (cerca de R$ 3,4 trilhões) de movimentação até 2024. Porém, está nos alimentos o segredo para se manter mais jovem e sem tantos danos na aparência. Há muitos alimentos que são verdadeiros inimigos do rejuvenescimento e como substituí-los e se proteger; confira os oito que separamos.

1 - Sal

Em qualquer cozinha é algo que não se pode faltar. Esse é o astro dos condimentos, sem considerar que o brasileiro é o maior consumidor, com mais que o dobro da quantidade recomendada, de 5 gramas por dia. Ele pode causar lesões cutâneas produzidas pela dermatite atópica, de acordo com uma pesquisa alemã publicada na revista Science.

Substituto: orégano e outras ervas. A mudança de alimentação com forte pitada de sal precisa de uma reeducação alimentar e, logo, o paladar vai se acostumando. Portanto, os pesquisadores recomendam substituir aos poucos o sal por condimentos e especiarias que realcem o sabor dos pratos.

2 - Batatas fritas

As batatas fritas se tornaram a grande vilã, além disso, é juntada com o ingrediente anteior: o sal. E, não adiante pensar em alternativas, pois todas as maneiras de fazê-la são excluídas: artesanais, ecológicas, feitas em casa. Elas também contêm produtos finais da glicação avançada (AGE). Esse tipo de alimento é vinculado com o excesso de formação de radicais livres, que encurtam a vida e provoca envelhecimento precoce da pele.

Substituto: batata doce. O alimento rico em vitamina C que ajuda a atrasar o aparecimento de rugas, segundo uma pesquisa publicada na revista The American Journal of Clinical Nutrition. Mas tampouco vale à pena se empanturrar. Como diz Ursúa, “não adianta nada trocar batata frita por batata doce para evitar as AGEs se depois passamos o dia todo no sofá.”

3 - Manteiga ou a margarina

Ambos os alimentos devem ser evitados ou consumidos com moderação, de acordo com estudos da Universidade Harvard Medical School (EUA). Isso porque são ricos em gorduras saturadas, mesmo aqueles vendidos como tendo baixo teor desse tipo de gordura.

Substituto: abacate. "A oxidação progressiva em nosso corpo causados pelos radicais livres é a causa do envelhecimento dos nossos tecidos e do aparecimento de muitas doenças crônicas. Uma dieta adequada rica em antioxidantes pode ajudar a nos manter saudáveis e mais jovem por mais tempo", aponta a especialista em medicina estética e nutrição da Clínica Biolaser Izaskun Astoreca Naverán.

4 - Bebidas açucaradas

Já é do conhecimento de todos que as bebidas açucaradas fazem bastante mal à saúde. Até as adoçadas estão sedo alvos de polêmica. Mas, o problema não é apenas o açúcar. Ainda há as altas concentrações de cafeína, que podem afetar a qualidade do sonho, o que “é associado com o aumento dos sinais de envelhecimento intrínseco”, destaca um estudo do Cleveland Medical Center, nos Estados Unidos.

Substituto: água. Caso você acha sem graça beber apenas água, experimente colocar rodelas de limão, apensar de que não emagreça de forma comprovada, dá um belo toque de sabor.

5 - Carnes processadas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que carnes processadas não são boas para a saúde. Dentre outras coisas: contêm aditivos associados com inflamações e que podem danificar o colágeno da pele (o que acentua as rugas e marcas de expressão).

Substituto: tofu. É recomendável uma alimentação regrada com produtos vegetais. Pois, segundo nutricionistas, os legumes possuem esse tipo de nutrientes.  Caso os pratos vegetarianos não são para o seu paladar, os especialistas recomendam frango ou peru.

6 – Barras de chocolate

Os tabletes de chocolate contêm um cacau altamente processado, que perdem a maioria dos componentes que são benéficos para a saúde, como os flavonoides (antioxidantes naturais). Como se não bastasse, contêm gordura hidrogenada, farinha de baixa qualidade (quando há biscoito no meio) e açúcares, tornando-se um verdadeiro coquetel explosivo.

Substituto: cacau puro. Ou o alimento quase puro. Essa é a única maneira de consumi-lo de maneira mais saudável, sendo que a barra de chocolate deve possuir ao menos 70% de cacau, como forma de se conservar todos os nutrientes.

7 - Biscoito de arroz

Já considerado com um alimento bastante saudável, o biscoite de arroz, comercializado com cobertura de iogurte, com chocolate ao leite, com temperos diferentes, e assim por diante, é de longe benéfico, este tipo de preparo tem um alto índice glicêmico e pode causar picos nos níveis de açúcar no sangue.

Substituto: cenouras. "Os alimentos ricos em carotenoides, encontrado em muitos legumes de cor avermelhada, como tomates ou cenouras, podem ser uma boa alternativa", afirma a dermatologista, membro da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereologia (AEDV), Lorea Bagazgoitia.

8 - Xarope de agave

Ele é vendido como alternativa ao açúcar refinado, porém contém frutose concentrada, no organismo pode se juntar aos aminoácidos presentes no colágeno e na elastina, provocando estresse oxidativo e inflação no corpo.

Substituto: tâmaras. "As tâmaras são frutos desidratados com maior concentração de polifenóis [compostos bioativos que protegem as células do processo de oxidação]", conclui um estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar