Política

Marconi Perillo se diz triste com a morte de Maguito

Postado em: 13-01-2021 às 10h45
Ex-governador se manifestou no perfil das redes socais: “aprendemos a conviver com um homem público diferente, um diplomata nas relações humanas e políticas” | Foto: Divulgação Rede Social

Nielton Soares

O ex-govenador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) se manifestou na manhã desta quarta-feira (13/1) sobre o falecimento do prefeito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB). Para ele, o emedebista foi “um homem público diferente, um diplomata nas relações humanas e políticas”.

“Hoje é um dia triste para todos nós goianos que aprendemos a conviver com um homem público diferente, um diplomata nas relações humanas e políticas; afável, respeitoso, conciliador; amante do diálogo e permanente defensor da união da classe política. Maguito Vilela foi um opositor leal e um excelente parceiro na gestão pública”, escreveu o tucano.

Marconi relembrou ainda a trajetória de Maguito na política. “Vereador, deputado estadual e federal, vice-governador, governador, senador da República, prefeito de Aparecida de Goiânia e agora prefeito da Capital”, destacou, acrescentando, que ele “sempre procurou na convergência a forma de obter os melhores resultados e os melhores ganhos àqueles que tinha a responsabilidade de representar”.

Disputadas

O ex-governador relembrou a disputa eleitoral pelo Governo Estadual, que teve com Maguito. “Disputamos uma eleição para o Governo do Estado e ele foi respeitoso e humano comigo. Depois, durante seis anos, convivemos harmoniosa e democraticamente no Governo de Goiás e na Prefeitura de Aparecida. Tínhamos pelo menos um contato semanal. Sempre focados na busca de soluções para as populações que representávamos”, citou.

Nesse contexto, Marconi descreveu trabalhos conjuntos, quando o emedebista comandava a Prefeitura de Aparecida de Goiânia. “Das ações que empreendemos juntos, citaria a construção da Alameda da Paz, importante avenida ligando Aparecida a Goiânia. Este batismo foi definido, entre nós dois, como símbolo da relação republicana e democrática que estávamos vivendo, depois de anos como opositores”.

O ex-govenador finalizou o comunicado se solidarizando com os familiares e amigos do prefeito. “Agora, vamos rezar pedindo a Deus que conforte a esposa Flávia Teles, o filhos Daniel, Wanessa, Maria, Miguel, Anna Teles e os quatro netos, enfim, toda a família enlutada. A todos, nossa solidariedade”, salientou.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar