Governo anuncia reajuste para servidores da segurança

Índice foi aprovado pela Assebleia Legislativa do Estado de Goiás em abril de 2014

Postado em: 17-09-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Índice foi aprovado pela Assebleia Legislativa do Estado de Goiás em abril de 2014

O governador Marconi Perillo e o vice-governador e titular da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), José Eliton, anunciaram na manhã dessa sexta-feira (16) a retomada do pagamento relativo ao reajuste salarial escalonado de servidores da área de Segurança Pública do Estado, da ordem de 12,33%, em dezembro deste ano. A confirmação do cumprimento de acordo firmado com a categoria em 2015 foi feita durante reunião realizada no Palácio das Esmeraldas que contou com as presenças de dirigentes das entidades que representam a categoria.
O reajuste dos valores dos subsídios das carreiras dos servidores foi aprovado pela Assembleia Legislativa em 28 de abril de 2014, com previsão de dispêndios sempre no mês de dezembro: 18,50% (2014); 12,33% (2015); 12,33% (2016); e 12,33% (2017). Os valores relativos ao ano passado, em face da crise econômica que recrudesceu no País, foram negociados com a categoria para serem quitados em 2018.
Na oportunidade, o governador Marconi Perillo afirmou que o pagamento desse compromisso é “reflexo do ajuste fiscal” de 2015. “Se não tivéssemos feito o que propusemos no ano passado, estaríamos desmoralizados hoje”, disse. “Não estaríamos pagando salários e não poderíamos dar aumento”, afirma. Ele cita outros estados que não se planejaram e hoje têm dificuldades para arcar com despesas básicas. “Fizemos as coisas com os pés no chão, todos se sacrificaram um pouco”, destaca. “Agradeço demais a compreensão dos servidores”, reitera.
O vice-governador e titular da SSPAP, José Eliton, disse que “com diálogo, respeito e confiança mútua, chegamos aqui hoje com a formalização do cumprimento do acordo que agora permite a retomada do pagamento do reajuste dos servidores da segurança pública”. Segundo ele, “foi uma longa e árdua caminhada, mas os momentos mais difíceis da crise financeira estão sendo superados graças aos ajustes e ao entendimento proposto pelo governador Marconi Perillo”.  Segundo avalia, “as forças policiais terão melhores condições para cumprir a missão de zelar pela segurança e tranquilidade da população”.

Autoridades
Participaram da reunião o deputado federal João Campos; chefe do Gabinete Militar, coronel Adailton Florentino do Nascimento; comandante-geral da Polícia Militar, coronel Divino Alves; comandante-geral do corpo de bombeiro militar, coronel Carlos Helbingen; delegado geral da polícia civil, Álvaro Cássio; delegado geral adjunto da Polícia Civil, Marcelo Aires; superintendente da Polícia Técnico-Científica, Rejane Barcelos; superintendente do Procon, Darlene Araújo; superintendente de Polícia Judiciária, Alécio Moreira.
O evento contou com as presenças dos presidentes das seguintes associações: Delegados de Polícia do Estado de Goiás (Sindepol), Silvana Nunes; União Goiana dos Policiais Civis (Ugopoci), José Virgílio; Peritos e Médicos Legistas, Antônio Carlos de Macedo Chaves; Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros Militar, sargento Gilberto Cândido; Delegados de Polícia de Goiás (Adpego), Waldson de Paula Ribeiro; Pensionistas da Polícia e Corpo de Bombeiros Militares, Venúzia Alencar; Papiloscopistas Policiais de Goiás, Juliana Pabla Soares; Servidores do Sistema Prisional, Jorimar Bastos; Subtenentes e Sargentos, Luís Cláudio Coelho de Jesus; Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar, Ubiratan Reges; Oficiais da Reserva da PM e do Corpo de Bombeiros Militar, Luiz Gonzaga Barros Carneiro; Peritos Criminais e Técnicos Legistas, Rony Marques Castilho; Servidores do Sistema de Execução Penal, Wellington Pereira Matias.
 

Veja Também