Serviço de bicicleta compartilhada é assinado

O prefeito Paulo Garcia assinou o termo de autorização do serviço de Bicicleta Pública Compartilhada de Goiânia, nesta quarta-feira

Postado em: 26-10-2016 às 06h00
Por: Redação
O prefeito Paulo Garcia assinou o termo de autorização do serviço de Bicicleta Pública Compartilhada de Goiânia, nesta quarta-feira

Da redação

O prefeito Paulo Garcia assinou o termo de autorização do serviço de Bicicleta Pública Compartilhada de Goiânia, nesta quarta-feira (26), às 10h30, no Paço Municipal. O evento integrou as comemorações do aniversário de 83 anos da Capital, que receberá o novo serviço em dezembro.

Com a assinatura do termo, a empresa Serttel Ltda, que foi a vencedora do edital de chamamento público apresentado pela Prefeitura de Goiânia, via Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), iniciará a implantação das estações de bicicletas públicas na região centro-sul da cidade.

Continua após a publicidade

O prefeito Paulo Garcia explica que este projeto integra os investimentos da administração municipal em mobilidade urbana. 

Segundo ele, o uso de bicicletas tem aumentado na cidade com as implantações das vias para circulação de ciclistas, na cidade já há quase 80 quilômetros de trechos cicloviários interligando diversos bairros. “Com a instalação de estações de bicicletas em pontos estratégicos da capital, a circulação de bicicletas tende a crescer ainda mais, sobretudo nas proximidades dos equipamentos públicos”, diz.

Paulo Garcia afirma que, além das vias prioritárias, agora a Prefeitura, com as bicicletas públicas, também oferecerá um novo modal de transportes para regiões mais adensadas dos grandes centros urbanos, de forma integrada com a rede de transporte coletivo. Ele explica que o sistema de compartilhamento de bicicletas públicas opera alimentado por energia solar e as estações são conectadas via internet, possibilitando que os usuários retirem as bicicletas usando aplicativos para smartphones.

O diretor técnico da CMTC, Sávio Afonso, informa que estudos indicam que cerca de 4% da população de Goiânia e 6% da região metropolitana já utilizam a bicicleta como meio de locomoção. O transporte público coletivo é usado por 30% desta população. Diante deste cenário, ele avalia que o incentivo ao uso da bicicleta favorece a inclusão de parcela da população e preserva o direito de ir e vir dos cidadãos nos diferentes espaços da cidade.

Veja Também