Após cinco anos de muitas reclamações, Enel negocia venda de distribuição de energia em Goiás

Postado em: 25-04-2022 às 13h48
Por: Augusto Sobrinho
Informações passadas ao portal UOL informação os acordos chegam a 2 bilhões de dólares | Foto: Reprodução

Após cinco anos sendo responsável pela distribuição de energia no estado, a Enel Distribuição Goiás poderá se despedir dos goianos caso finalize as negociações de venda da Celg-D, em um acordo que pode chegar a 2 bilhões de dólares.  A informação foi dada por três fontes, exclusivas, do portal UOL.

Segundo a reportagem, a companhia está em negociações com a CPFL Energia, controlada pela State Grid Corporation of China, a Neoenergia, controlada pela espanhola Iberdrola, e a EDP Brasil, da qual a portuguesa EDP é a maior acionista. A Enel Goiás é avaliada em cerca de R$ 10 bilhões, incluindo as dívidas.

Em 2016, em um leilão de privatização, a empresa adquiriu por R$ 2,1 bilhões a Celg-D dos antigos controladores, a Eletrobras e o Estado de Goiás. Entretanto, vem colecionando críticas da população e por duas vezes foi a terceira pior empresa no ranking da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A empresa italiana Enel quatro empresas de distribuição de energia nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás, atendendo 18 milhões de clientes. Só aqui no estado são 3,27 milhões de clientes, que reclamam principalmente das recorrentes quedas de energia.

Compartilhe: