Cerca de 71% dos goianienses vão presentear no Dia dos Namorados

Postado em: 04-06-2022 às 05h05
Por: Daniell Alves
Entre as pessoas que namoram, declararam intenção de presentear 36% dos entrevistados | Foto: Pedro Pinheiro

No mês mais romântico do ano, cerca de 71% dos goianienses vão presentear o seu amor no Dia dos Namorados, aponta pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia. No entanto, a maioria dos que vão ganhar mimos são os que estão em noivado ou casados (53%). A orientação é para que os namorados pesquisem bastante e busquem promoções. 

Entre as pessoas que namoram, declararam intenção de presentear 36% dos entrevistados, como é o caso da design Amanda Oliveira. Ela já namora há dois anos e conta que o presente é muito importante para fortalecer a relação. “Independente do valor é muito bom você saber que a pessoa faz questão de te presentear, que pensou antes de comprar algo. A sensação é bastante boa”, pontua. 

A pesquisa aponta que há ainda uma parcela de 8% daqueles que estão em relacionamentos menos formais, como os “ficantes”, e que vão botar a mão no bolso. 3% vão presentear amigos, segundo a sondagem da CDL Goiânia. 

76% das mulheres entrevistadas vão dar presentes. Entre os homens, são 63%. Em relação aos presentes, as roupas e calçados lideram a preferência por 36%. Em segundo lugar vêm os perfumes e cosméticos (19%), depois os relógios, joias e acessórios (18%); e, ainda, os chocolates, cestas e flores (11%).

O estudante Carlos Eduardo Oliveira, 22 anos, diz que vai presentear o namorado com um perfume e uma camiseta branca, que é a cor preferida dele. “Quero comprar um kit de perfume, mas como achei que estava simples, também vou comprar uma camiseta. E tô pensando em fazer uma surpresa pra ele no dia. Fingir que não vai dar para encontrar com ele e chegar com os presentes”, revela. Carlos e o namorado se conheceram há quatro meses e começaram a namorar no mês de abril deste ano. 

Promoções 

“Apesar da alta inflação impactar o poder de consumo, notamos que a maior parte das pessoas aqui na Capital não vai deixar a data passar em branco. Esse é um dado interessante para que os lojistas trabalhem promoções e ofereçam facilidades de pagamento para o cliente”, explica o presidente da CDL, Geovar Pereira. 

Luísa Antunes, criadora do Conquistando O Sim, que trabalha com surpresas românticas há mais de 5 anos e já atendeu centenas de casais, reforça a importância dessa data. A empreendedora cria kits para que as pessoas possam presentear a pessoa amada. São quadros personalizados, jantar à luz de velas, pedidos de casamento. 

Para ela, aproveitar o dia 12 e preparar uma surpresa ajuda a fortalecer a relação e fazer os dois se recordarem do sentimento que os uniu e do quanto um é importante para o outro. “Ações assim fazem com que a pessoa amada se sinta valorizada e especial. E é totalmente verdade que quem faz a surpresa fica ainda mais feliz do que quem recebe”.

Pesquisar antes 

Entre os entrevistados, 80% farão pesquisa de preço antes de finalizar a compra. Além disso, 36% disseram que manterão o mesmo valor gasto no ano anterior; 24% gastarão menos; e 23% irão além. Outro dado diz respeito a forma de pagamento: em primeiro lugar, aparece o cartão de crédito (32%), seguido pelo pagamento à vista, via cartão de débito (18%), Pix (17%), cartão de crédito à vista (16%) e dinheiro (16%).

Do total de entrevistados, o valor investido no presente aparece bem distribuído entre as faixas de 80 a mais de 200 reais. 23% dos entrevistados informaram que investirão de 80 a 100 reais, assim como 23% disseram investir de 100 a 150 reais e 23% informaram que irão gastar mais de 200 reais.

“O consumidor tem que pesquisar, são aumentos médios no mercado e buscar promoções que vão ocorrer se as vendas não acompanharem o esperado”, aponta Luiz Carlos Ongaratto, Professor e Mestre em Economia. 

Quando o assunto é local, os shoppings tem 32% da preferência, superando a internet (27%) e as lojas de rua (16%). Por fim, a pesquisa também revelou o que interfere na compra: preço (30%) e qualidade (24%) são os principais, mas a entrega de brinde (1%) e a possibilidade de estacionamento (2%) também aparecem. (Especial para O Hoje).

Compartilhe: