Pecuária de Goiânia retorna, mas sem grandes shows

A festa contará com apresentações internas de shows musicais, catira e moda de viola

Postado em: 19-07-2022 às 07h59
Por: Daniell Alves
A festa contará com apresentações internas de shows musicais, catira e moda de viola | Foto: Reprodução

Depois de anos sem a realização do evento, a Pecuária de Goiânia recebe, no dia 5 de agosto, a 75ª Exposição Agropecuária do Estado de Goiás. Porém, dessa vez, a arena não receberá cantores como nas edições anteriores. O evento contará com apresentações internas de shows musicais, catira, moda de viola e festas que acontecerão nos restaurantes e no Tatersal de Elite, de acordo com a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA). 

Esta edição vai contar com mais de 700 animais de diversas raças bovinas e equinas, palestras, parque infantil moderno, restaurantes com churrasco, barraquinhas, shows, entre outras atrações. O encerramento do evento será no dia 14 de agosto. 

Nesta edição, a entrada para a Pecuária de Goiânia será gratuita de segunda a quinta-feira. Às sextas o Parque Agropecuário contará com entrada solidária a R$10 ou 1kg de alimento não perecível. Já aos sábados e domingos, os preços serão populares e ainda não foram divulgados.

Continua após a publicidade

Sem grandes shows

De acordo com o presidente da SGPA, Eurico Velasco, a justificativa para não ter grandes shows na pecuária deste ano é o alto custo. Isto tornaria o valor dos ingressos mais caros. “A festa nossa é uma festa popular, é uma festa historicamente popular e o custo é altíssimo. Se eu fosse realizar os shows com esses preços, não seria mais uma festa popular”, explica. 

Ele pontua um dos principais objetivos da exposição, com centenas de animais, além de maquinários agrícolas. “Aqueles animais que ali ficam é o topo da cadeia. O que tem de melhor de evolução genética estão naqueles animais, e essa festa é feita para difundir isso”, afirma Eurico.

Adiamento

A direção da entidade tinha chegado a anunciar a data de 20 a 30 de maio, mas diante do clamor do povo, associados e várias conversações mantidas ficou decidida, em reunião de diretoria, a transferência da data do evento.

A ação volta à Capital após dois anos de suspensão ocasionada pela pandemia da Covid-19. Nos anos anteriores, a pecuária ocorria no mês de maio, mas no início do ano um decreto municipal limitava o público de grandes eventos a 15 mil pessoas.

Além disso, também há dificuldades em relação ao público,  grandes shows e a circulação de expositores, pesquisadores e público em geral, havia informado o diretor-secretário da SGPA, Raul Seabra. 

É um local que recebe crianças e idosos nos nossos projetos, uma grande equipe de trabalho e muitos expositores do país inteiro. Não podemos comparar a Exposição de Goiânia com outras que vão acontecer agora no Estado, porque a gente não fecha, nosso trabalho é 24 horas por dia e outras cidades já estão com decretos mais flexíveis do que o da capital. Então a gente quer esperar os decretos e as definições, e achou melhor organizar com mais tempo”, explicou.

Padrão 

Anteriormente, a organização do evento preparava uma exposição com objetivo de destacar o trabalho do produtor rural e sem as grandes atrações que já viraram marca da pecuária. Agora, a expectativa é de que o evento volte a ter padrões próximos aos de antes da pandemia.

“Temos compromissos econômicos, mas principalmente com o público fiel da conhecida Pecuária de maio, que são pecuaristas, expositores e toda família goiana. A 75ª edição de 2022 trará o brilho das festas acontecidas nas últimas décadas, ou seja, com o poder do agronegócio e seus shows tradicionais”, informa.

A organização pontua que os portões serão abertos no Parque Agropecuário de Nova Vila “com segurança sanitária e a certeza de um evento que volta com o tradicional brilho dos seus 75 anos de existência”.

Veja Também