Sábado, 04 de fevereiro de 2023

Goiás tem o maior número de beneficiários do auxílio no centro-oeste

Em setembro, foram quase 483 mil beneficiários

Postado em: 21-09-2022 às 08h30
Por: Redação
Goiás tem se mostrado o estado da região Centro-Oeste com o maior número de solicitações do Auxílio Brasil | Foto: Reprodução

Vinicius Marques

Goiás é o estado do Centro-Oeste com o maior número de famílias assistidas pelo Auxílio Brasil. Desde agosto, 13.738 novos beneficiários foram incluídos no programa e, com isso, o número de contemplados em setembro chega a 482.952. Diante de um cenário onde o número de pessoas que lidaram com algum tipo de insegurança alimentar foi de 61,3 milhões – Praticamente três em cada dez habitantes do Brasil, que tem uma população estimada em 213,3 milhões, de acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Desse total, 15,4 milhões enfrentaram uma insegurança alimentar grave.

Também já é de conhecimento a alta taxa de desemprego que atinge o país e tem uma recuperação muito lenta no período pós pandemia, chegando a atingir 10,1 milhões de brasileiros no segundo trimestre de 2022, conforme mostram os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Continua após a publicidade

Goiás tem se mostrado o estado da região Centro-Oeste com o maior número de solicitações do Auxílio Brasil, atingindo níveis preocupantes sobre a segurança alimentar no Estado e demonstrando como uma má distribuição de renda pode ser prejudicial inclusive para as contas do governo.

Ao todo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal tiveram, somados, 35.397 mil novas famílias cadastradas no programa desde agosto, o que fez o número de beneficiários saltar de 1.053 milhão em agosto para 1.089 milhão neste mês.

O valor médio do benefício pago no estado neste mês é de R$ 603,18 e chegará a todos os 246 municípios goianos. Para isso, os recursos transferidos ao Estado de Goiás foram ampliados e passaram de R$ 282 milhões em agosto para R$ 291 milhões neste mês.

467 municípios

Os recursos destinados às quatro Unidades da Federação somam mais de R$ 659 milhões e os benefícios chegarão a todos os 467 municípios do Centro-Oeste. O valor médio do benefício para toda a região é de R$ 605,81.

Em setembro, o Auxílio Brasil alcançou o recorde de brasileiros atendidos pelo programa. O total de beneficiários passou de 20,2 milhões de famílias no mês passado para mais de 20,6 milhões neste mês, com os recursos transferidos tendo saltado de R$ 12,144 bilhões em agosto para R$ 12,474 bilhões em setembro, um novo recorde do Auxílio Brasil para um único mês.

Setembro também é o segundo mês do novo valor do Auxílio Brasil, cujo benefício passou, em agosto, a ser de no mínimo R$ 600. Neste mês, o valor médio em todo país é de R$ 607,52.

Desde que começou a ser pago, em novembro de 2021, o Auxílio Brasil já transferiu mais de R$ 72,7 bilhões, recursos que chegam a todos os 5.570 municípios do país. Desde o início do programa, mais de 7,5 milhões de famílias já foram incluídas no Auxílio Brasil.

Quem tem direito?

O Auxílio Brasil é voltado a famílias em situação de extrema pobreza, situação de pobreza e também a famílias em regra de emancipação. Em situação de extrema pobreza estão as famílias que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 105,00. Já aquelas em situação de pobreza têm renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00.

Como ter acesso ao benefício?

As famílias que preencherem os requisitos para ter acesso ao Auxílio Brasil devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). A inscrição pode ser feita neste endereço eletrônico, disponível em https://cadunico.dataprev.gov.br/#/home

Depois de ser incluído no Cadastro Único, o interessado precisa confirmar os dados em uma entrevista presencial que será realizada em um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) das prefeituras.

Veja Também