Garoto de 11 anos morre de hantavirose após ser mordido por rato silvestre em Santa Catarina

O menino vivia na parte rural do município, onde a vigilância já monitora outros 18 casos suspeitos

Postado em: 22-09-2022 às 09h45
Por: Mariana Fernandes
Só neste ano, em Santa Catarina, já foram confirmados seis casos da doença | Foto: Ilustrativa

Um garoto de 11 anos morreu de hantavirose em Urubici, Santa Catarina, após ser mordido por um rato. O óbito ocorreu no dia 7 de setembro, mas a confirmação da doença foi concluída apenas na última sexta-feira (16). O garoto vivia na parte rural do município, onde a Vigilância Epidemiológica local já monitora outros 18 casos suspeitos.

 A Secretaria Municipal de Saúde, informou que entre as cidades catarineses, Urubaci apresenta sinal de alerta para o número crescente de ratos silvestres. Os gêneros de roedor que carregam o hantavírus e cuja população aumentou são Akodon e Oligoryzomys. 

Só neste ano, em Santa Catarina, já foram confirmados seis casos da doença, dos quais quatro levaram os pacientes a óbito. Parte das mortes, ocorreram nas cidades de Agronômica e Lontras, que ficam  em Itajaí e em Caçador, no oeste do estado. 

Continua após a publicidade

Transmissão e sintomas

O vírus da hantavirose é eliminado pelos ratos nas fezes, urina e saliva. A infecção acontece pela inalação de aerossóis misturados à poeira. A mordida dos roedores também pode transmitir a doença, como no caso do menino de Urubici. 

Após a contaminação, a infecção pelo hantavírus pode apresentar sintomas como febre, náusea, dor de cabeça, tosse seca, dor abdominal e diarreira. Caso a doença evolua, o vírus pode acabar causando falta de ar, cansaço, sonolência e pressão baixa. Os sintomas podem demorar cerca de 60 dias após o comportamento de risco, e é recomendado logo ao identificá-los. 

No meio rural, o risco de contrair a doença é maior para agricultores, pescadores e trabalhadores no campo em geral. 

Prevenção

Para evitar a transmissão , é necessário tomar alguns cuidados:

  • Evitar contato com ratos silvestres e seus excrementos;
  • Lavar pratos e utensílios de cozinha logo após o uso;
  • Coletar e descartar o lixo corretamente;
  • Limpar bem as áreas ao redor da residência;
  • Não descansar em locais abertos, principalmente se possuírem restos de comida.

Veja também: Amma recebe doação de sementes frutíferas para cultivo e plantio de mudas nos parques de Goiânia.

Veja Também